domingo, 22 de janeiro de 2012

Lyon e seus outros encantos

Lyon é cortada pelos rios Rhône e Saône, o que significa muitas pontes para atravessar e lindas paisagens de um lado ou de outro de cada margem!

Além da parte antiga da cidade, existe é claro a parte "nova" (em comparação com a antiga, pois não tem nada a ver com uma arquitetura moderna):

 Uma das várias charmosas galerias comerciais da cidade!

 A rua comercial na qual encontramos quase todas as marcas de preços "corretos". 
Pelo que percebi, as marcas "de luxo" ficam em uma rua paralela a essa.
Sábado a noite a cidade é superanimada, consumidores realizando as últimas compras da semana, encontrando os amigos, sentados em um bar ou café... Uma  cidade bem "viva". Porém eu que já não gosto domingo, achei Lyon bem "parada". Com exceção de alguns turistas no centro histórico e rua de restaurantes, no meio da tarde foi difícil encontrar um local aberto para beber um café com amigos... E como jantaríamos na casa de outros amigos (convite de última hora), tivemos que chegar de mãos "abanando" pois não conseguimos encontrar nem um mercadinho aberto, também não vi nenhuma floricultura aberta, nada.

Les murs peints (paredes pintadas)

Há algumas décadas Lyon se tornou conhecida por suas paredes pintadas. os semanas são geralmente ligados à história do bairro e de seus moradores, ou de forma mais geral a história da cidade. Quase todos os anos novas paredes pintadas aparecem! Mas temos que olhar com atenção, pois muitas vezes, no meio de todos os outros prédios, essa técnica de "trompe l'oeil" ( para "enganar a vista", agora não sei o nome exato em português) é realmente eficaz e não percebemos à primeira vista que se trata se uma "falsa" fachada!



Guignol
Se inicialmente era um personagem específico criado por um operário da seda (canut) de Lyon, o nome se propagou e atualmente chamamos guignol ao conjunto desses marionetes. Eu tenho verdadeiro pavor, morro de medo deles, não me convidem para assistir a um teatro de guignol nem a visiter o museu do guignol!!! Mas faz parte da tradição de Lyon e ainda hoje, na França inteira, faz a alegria de pequenos e grandes!!! 

Place des Terreaux
Muito linda, sobretudo à noite, com sua linda iluminação.
 E não muito longe dali a Salle Rameau, uma sala de eventos, concertos, meeting, etc, pertencente à mairie (prefeitura) e em estilo Art Nouveau.

Igreja Saint-Nizier, belíssima em estilo gótico, não tem motivos para ter ciúmes da Catedral!


Foi muito agradável passear pelas ruas, atravessar pontes e subir colinas para apreciar as belezas de Lyon!

4 comentários:

KINHA disse...

Olá Milena

Estas imagens me deixaram sem folego, tal a beleza desta cidade ainda desconhecida para mim.

Uma ótima semana à vc...

BJ000000000...............
www.amigadamoda1.com

Jorge Fortunato disse...

Das duas vezes que visitei Lyon, passei a maior parte do tempo no Vieux Lyon. Fiquei encantado com aquele labirinto de ruas, os traboules, miraboules. A parte dita "nova" parece ser interessante e a Place des Terreaux, de fato, é um luxo. E a fonte? Um espetáculo! Outro destaque de Lyon é a sua ópera. Assisti em 2007, Siegfried de Wagner... foram 5 horas de duração. Até hoje guardo lembrança dessa ópera.
Abraços

Foi no restaurante do Paul Bocuse??/ eu não.

Milena F. disse...

Jorge, não fui não! Foi um final de semana mais econômico... Ficamos na casa de amigos e nos restaurantes tb estávamos acompanhados! Não tenho toda essa fascinação pelos grandes chefs a esse ponto de gastar uma importante soma do meu rico dinheirinho!!!
Se eu gastasse sem me importar com a soma, iria com certeza!!!
Há alguns meses houve um jantar no castelo de Versailles, em uma das salas mais prestigiosas, tudo realizado por grandes chefes (um estava responsavel pelas entradas, outro prato, outro sobremesa, etc), e tudo isso pela bagatela de cerca de 800 euros por pessoa... Eu adoraria ir, claro, mas ainda não é para mim!!!

Fernanda Souza disse...

Aqui em Marseille é a mesma coisa, domingo é tudo fechado. Acho que na maior parte da França é assim. Paris que é outra história, sem comparação. Mas aqui tem muito árabe, então sempre se encontra uma épicerie que vende de um tudo hehe

Acho bem bom esse estilo de vida "socialista", as lojas quando chega 19h quase te expulsam lá de dentro, no verão tem comércio que fecha por 15 dias e até grandes lojas como Benetton, por exemplo, fazem a hora da siesta (isso já é mais tradição na Provence mesmo). O supermercado perto de casa também fecha perto das 13h e só abre às 15h!