segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O que é preciso para morar na França?

Diariamente recebo muitos e-mails e mensagens via a pagina facebook do blog sobre o que seria necessario para vir morar na França legalmente. Por mais que eu goste muito de receber e responder mensagens dos leitores, acredito que centralizar as informações pode ajudar muita gente e realmente não consigo mais responder entre 30 e 40 mensagens por dia, sempre com as mesmas perguntas. Espero que essas informaçéoes, escritas de forma bem basica e didatica ajude a muitos brasileiros que sonham com a europa. Boa leitura e boa sorte!

1. Como regra geral, para viver na França legalmente é necessario ser francês ou ter um passaporte europeu, como é o caso de muitos brasileiros com cidadania italiana, portuguesa ou alemã.

2. Se não for o seu caso, e se você não preenche os requisitos para obter cidadania européia (verificar os requisitos com cada embaixada no Brasil, as regras mudam), as coisas ficam mais complicadas. Muitos estrangeiros optam por:
- visto de estudante. Precisa estar matriculado em uma escola de francês séria em um curso intensivo, ou então vir para um pos-graduação, mas isso é geralmente feito via o site Campus France. Caso o estudante não seja bolsista, para se manter financeiramente ele pode trabalhar no maximo 20h por semana ou 35h por semana durante as férias escolares.
- au pair. Consiste em cuidar de crianças, morando na cada da familia e simultaneamente aprender francês. Atenção, pois existe limite de idade (em torno de 26 anos) e precisa encontrar a familia antes de sair do Brasil.
- Visto de trabalho: consiste em encontrar uma empresa que contrate o estrangeiro e "banque" todos os procedimentos administrativos. Mas não é qualquer emprego, geralmente é quando a empresa acredita que essa pessoa é imprescindivel e decide investir nela. Tem que ter uma excelente experiência ou diploma, e ainda por cima em uma aerea onde existe carência de profissionais, como em Informatica (não falo de manutenção de computadores, mas de desenvolvedores de alto nivel, analistas, arquitetos ou gerente de projetos, por exemplo), Engenharia, Finanças, por exemplo (mas não conheço todas as areas).

Outros casos:
- Visto temporario por casamento com europeu: sim, quando o europeu mora na França, obvio que o conjuge tem o direito de morar aqui. Se você vai se casar com um europeu, não precisa entrar em pânico, seu visto não pode ser negado a não ser em casos de fraude ou outros problemas legais. Mas vale lembrar que no inicio o direito é temporario. Somente apos alguns anos é possivel entrar com o pedido de naturalização (tornar-se francês). Isso mesmo, não é porque o marido (ou esposa) é francês que nos tornamos franceses automaticamente com o casamento. 
Aproveito para dizer que é possivel adquirir a nacionalidade francesa continuando a ser brasileiro (se um dia o governo francês for de extrema direita, uma das idéias desse grupo é de ter que escolher entre uma ou outra nacionalidade).

- Direito de residência para pessoas "de posses". Quem consegue provar ter uma boa conta no banco e/ou uma boa renda entrando todo o mês, pode obter um visto. 

- Artistas: provando igualmente ter um certo dinheiro para se manter e apresentando um projeto na França.

- Empreendedores com um potencial de investimento na França, criação de empregos, etc. 

- Outros casos isolados são pessoas que fazem parte da legião estrangeira, e pessoas que pedem asilo (que conseguem provar que são perseguidas em seu pais de origem, ameaçadas pelo governo, por exemplo).

Resumo da historia: se você tem dinheiro, tudo é mais facil, mas se você pensa em ganhar dinheiro aqui, estah em busca de emprego, estudos, é bem mais dificil. Jah existem muitos estrangeiros e desemprego por aqui, então o governo não abre facilmente as fronteiras, dando prioridade para quem jah estah aqui, o que é logico, mesmo que não seja justo.

Então, se o seu sonho é morar na França, eu aconselho a ter um projeto, aprender um pouco de francês e verificar em qual caso você pode se encaixar.


* O texto se refere a uma residência legalizada na França. Sei que existem milhares de imigrantes ilegais por aqui, alguns vivem bem outros muito mal, e prefiro não opinar sobre o assunto. Conheci alguns, mas prefiro não falar sobre um assunto que não conheço diretamente.

100 comentários:

Karla Gê disse...

oi, Milena!
Gostei muito do post! Mas fiquei com uma dúvida: essa coisa de "pessoa de posses" significa que ela vai ter de provar que tem dinheiro para se sustentar sem ter de trabalhar na França, certo? Mas nesse caso, vc sabe quanto eles exigem? Essa "boa renda entrando todo mês" seria de mais ou menos quanto? Existe algum site do governo onde a gente possa buscar esse valor?
Obrigada!
beijão!

Milena F. disse...

Karla, muito boa a sua pergunta! No site da embaixada da França no Brasil eles não falam de valores, mas que os comprovantes de renda devem cobrir TODAS as despesas durante a permanência na França, além de pedirem inclisive uma declaração de proprio punho dizendo que não exercera nenhuma atividade remunerada na França e uma carta de motivação (em francês) explicando os projetos na França.
Jah vi casos de aposentados brasileiros (bem aposentados, diga-se de passagem, não aposentado com salario minimo) que vieram morar aqui por uma temporada e não tiveram dicifuldades em conseguir o visto. Outros são funcionarios publicos que decidem vir por um ano, mas mostram o vinculo empregaticio e um certo dinheiro que dê para pagar aluguel, despesas mensais. Eh opinião minha, mas acredito que seja dificil o visto ser acordado se o dinheiro equivale a menos do que o salario minimo francês (cerca de 1100€ liquidos). se for isso ou mais, na teoria daria para elgar que se um francês pode viver com isso, a gente tb pode, não é?

naterradaluavirada disse...

Antes de imigrar para o Canadá, cogitamos ir para a França fazer mestrado e doutorado, pois o ensino aí é praticamente gratuito. Mas não queríamos voltar para o Brasil depois de terminarmos os estudos e, infelizmente, a situação econômica da França não está lá as mil maravilhas, então achamos muito arriscado...

Hoje, conhecendo a quantidade enorme de franceses que imigraram pra o Canadá em busca de uma vida melhor, (aqui Montréal tem até o bairro francês, do mesmo jeito que tem uma China Town, sabe?) vi que fizemos a escolha certa...

Beijos,
Lidia.

Carla disse...

ótimo post Milena, são dúvidas de muitos que querem morar fora. Mandei uma mensagem na sua pagina do Face pra saber se você gostaria de colaborar com o Brasil com Z. Baci

Anônimo disse...

Ola

Meu marido é francês. Pretendemos morar na França por 6 meses, tenho uma filha de 10 anos de outro casamento que vai comigo. Como funciona o visto para ela? Ela vai poder frequentar uma escola publica e ter acesso ao sistema de saude?

Milena F. disse...

Oi Anônima (não sei o seu nome!)
Você precisa pedir um visto (no consulado da França no Brasil), mesmo sendo casada com francês e a sua filha poderah acompanha-la, sim. O mais importante é que ela precisarah da autorização do pai, a policia federal braisleira é bem exigente e não deixa sair do pais menores sem o consentimentos dos 2 genitores.
Ela podera sim frequentar uma escola publica, vc vai precisar inscrevê-la na "mairie" onde vocês vão morar (a escola é um direito de todas as crianças, mesmo estrangeiras e mesmo sem documentos). Porém por tão pouco tempo, se ela não fala nem compreende o francês sera bem dificil, pois o tempo de começar a aprender vcs jah estarão voltando.
O sistema de saude sera ligado ao seu, que por sua vez sera ligado ao do seu marido (que é francês). Quan to a isso não precisam se preocupar.

GuGu & GaGa disse...

Olá Sr. Milena, vc é advogada? Vc poderia indicar alguém para cuidar dessa papelada, eu tenho uma amiga aposentada que se enquadra nessa possibilidade de morar na França por uns 3 anos !! Obrigado

Milena F. disse...

GuGu & GaGa, não sou advogada (sou psicóloga).
Para saber mais detalhes aconselho em primeiro lugar procurar o consulado da França mais próximo da sua cidade para obter informações mais detalhadas.
Lá você obterá a lista de documentos necessários e normalmente não precisa de advogado (só mesmo se tiver alguma complicação ou não conseguir algum comprovante).
Boa sorte!

Letícia disse...

Olá,

Gostei muito do seu post, e gostaria de uma opinião sua sobre o assunto, pois você mostrou estar bem por dentro. Durante minha faculdade, fiz um intercâmbio na França e fiz o Master 1, tenho planos de voltar e fazer o Master 2, e ao final tentar conseguir um emprego e morar na França (amei morar ai, pretendo muito voltar a morar). Gostaria de saber de você se fazendo esse caminho, realizando os estudos, obtendo um diploma francês, seria um bom caminho para conseguir morar no país ?
Obrigada desde já ;)

Milena F. disse...

Oi Leticia, tudo bem?
No seu caso, a melhor forma é buscar um master 2 via o Campus France, e uma vez aqui, estudando, buscar estagios, contatos, e no final buscar um emprego e desta forma mudar o seu titulo de ésejour (de estudante para trabalhador).
Acredito que é o caminho mais simples para o seu caso, e com um bom planejamento você chega onde deseja! Grande abraço.

Brunno Nunes disse...

Estou vendo sobre a frança e gostaria de saber sobre trabalho, custo de vida e outras dicas que possa me ajudar se um dia mudar para frança. Meu vô é português entao estou pensando em tirar meu visto, e sair do Brasil. Agradeço desde já a ajuda.

Isafalieri disse...

Bom dia, tenho cidadania italiana mas meu marido ainda não se naturalizou italiano, quero ir morar em Córsega no próximo ano mas não sei como faço para meu marido ficar legal na França, na Itália existe o Permesso di Soggiorno, na França tem algum "visto" de permanência para marido de Cidadão Europeu ( sem ser marido de Francesa)? obrigado e parabéns pelo blog.

Anônimo disse...

Boa noite Milena.
meu marido e eu somos brasileiros e ele estuda gastronomia aqui e se forma ano q vem onde pretende fazer estágio na França que a professora ficou de indica lo. Eu iria com ele, a professora até falou q podia tentar me colocar pr trabalhar lá lavando pratos e tal.
Pode parecer um sonho grande mas não queriamos voltar para o Brasil, isso seria possível?
Se ele conseguisse transformar o estágio na França em definitivo será q conseguimos morar lá definitivo tbm??
Por favor nos ajude, estamos muito confusos.

Unknown disse...

Olá,sou krizan,brasileiro e estou na França com visto de turista. .vou me casar com minha namorada portuguesa aqui. Preciso retornar ao Brasil?com o prazo os 90 dias vencido ha poucos dias pode ocorrer algum tipo de problema?
Qual é o processo para ficar legal aqui com o casamento?

Gislena Medeiro disse...

Oi Milena.

Namoro um francês já faz muito tempo, ele vem aqui ao Brasil frequentemente e viajo para França (às vezes). Ele não vem morar no Brasil, isso é fato. Eu queria saber se existe alguma possibilidade de eu passar tipo um ano na França na casa dele claro, para ver se me adaptava e só depois casar. Apesar de todo amor que sentimos um pelo outro pensamos muito na decisão que tomar. Não quero me casar e quatro meses depois esta de volta porque não me adaptei. Por isso a pergunta se existe alguma maneira de conseguir uma autorização para viver esta experiência sem trabalhar claro, só estudando a língua que é necessária.
Aguardo retorno,
Gislena Medeiros

Milena F. disse...

Oi Gislena!
O que muitas mulheres na sua situação fazem é vir para estudar (um visto de estudante para aprender a lingua, de 6 meses ou 1 ano), ou mais longo para um mestrado/especialização, para que o casam possa se conhecer melhor e assim tomar a melhor decisão.
Creio que existe uma outra opção, como um visto de "visitante", mais nesse caso você precisa provar que tem renda ou economias suficientes para se manter durante todo o periodo, apresentar imposto de renda, extrato bancario, contra-cheque, e não pode trabalhar durante a estadia.

Elinaldo Lima disse...

Boa tarde, Milena!
Sou brasileiro mas estou vivendo em Portugal gostaria de saber eu com o visto de residência Português eu posso viver e trabalhar na França?

Milena F. disse...

Oi Elinaldo!
Se você tem um visto de residência especifico de Portugal, ele não é valido nos outros paises da Europa, como a França. teria que solicitar um novo aqui.

Ka Rocha disse...

OI sou karolina meu sonho é morar em Paris, falo francês,inglês e espanhol.uma pergunta seu eu for morar em paris como faço com visto existe vistos de 10 anos??me responde

Marcela disse...

Ola milena, boa noite!
Eu e meu marido estamos indo pra França em fevereiro, ele é tatuador,e ja tem uma proposta de emprego em um studio,em relacao ao visto, pra ele no caso qual seria,?
Eu vou com ele, aqui no Brasil sou tecnica em enfermagem...sera que tem o possibilidade de trabalhar na area da saude com o diploma q eu tenho aqui?
Sao muitas duvidas.... rsrs
Agradeço desde já

Francielli Gonzalez disse...

oi Milena
sou descendente de espanhou, e gostaria de morar na França, o preciso para ter um passaporte Europeu

Amanda disse...

Olá! Boa tarde, Sou Amanda, tenho uma filha casada, mora na frança, sou aposentada, gostaria de saber se eu como mãe, tenho direito de morar com ela.

Obrigada antecipadamente pela resposta.

Milena F. disse...

Oi Amanda!
Simplesmente como mãe (de pessoa maior) para obter um visto de longa estadia é necessario que você fosse dependente da sua filha (ou marido dela). Porém, como você é aposentada, pode se encaixar em um visto de "visitante", provando que consegue se manter na França com a sua renda, e se for morar com a sua filha pode ajudar, pois desta forma suas despesas são menores (não pagaria aluguel), caso a sua renda não for "enorme". Informe-se no consulado da França mais perto da sua cidade, mas lembre-se que você precisa jah sair do Brasil com esse visto certinho!
Boa sorte!

Luciana disse...

Oi Milena. Adorei seu blog. Li tudoo. Quero saber se vc sabe me informar sobre se é possivel eu pedir extensão de visto de turismo. Na verdade eu entrei como turista. Mas minha real intenção e imigrar. Fui a prefeitura para pedir e me disseram que esse carimbo de entrada com a data nao e um visto. Fiquei perdida. Sendo que exatamente hoje fecha os 90 dias. Tem algo q vc posso me orientar. Obrigada bjim

Milena F. disse...

Luciana, desculpa responder somente agora. Como ficou a sua situação?
Na verdade é muito dificil entrar na Europa como turista e depois imigrar. Realmente, o carimbo no passaporte não é um visto, pois brasileiros são isentos de visto para a França por 90 dias. Eventualmente você poderia prolongar seu tempo de estadia por mais 90 dias, mas precisa apresentar motivos, garantias financeiras, etc, mas isso so serviria para turismo, não autoriza a trabalhar.

Anônimo disse...

Obs.: Agora em 2016, vc n pode ter DUPLA NACIONALIDADE!!!!

Anônimo disse...

Minha namorada é brasileira e eu sou português e trabalho na Suíça mas vou morar na França. Ela está aqui ja a muitos anos na Suíça não tem permisso. Esta ilegal.
Será que ela pode ir para la?
Obrigada

Milena F. disse...

Anonimo, não entendi o seu comentário. O termo "dupla nacionalidade" é estruturalmente incorreto, mas é possível ser brasileiro e ter uma outra nacionalidade, como a francesa, italiana ou portuguesa. Alguns países não permitem (tem que escolher uma), mas está longe de ser a maioria.

Marcia disse...

Ola, Milena!
Minha filha é brasileira, e tem cidadania francesa. Morou por 9 anos na França, casou se com um francês e não teve grandes dificuldades em conseguir cidadania por ter diplomas franceses,etc.
Ha 7 meses, veio morar em Brasília, por conta do trabalho do marido francês, na embaixada da França no Brasil (ele é militar).
Ela agora esta se separando do marido e pretende retorna a França, e estava querendo levar com ela, a prima de 14 anos , com o consentimento dos pais.
O que seria necessário?
Ela esta pensando em uma tutela, mas sabemos que existe 2 tipos de tutela aqui no Brasil, uma testamental, que os propios pais podem pedir no cartório (a mãe da menor é advogada) e outra, que no caso, minha filha teria que pedir em uma ação e tal, sendo essa mais complicada.
Ela esta tentando contato junto a embaixada para conseguir mais informações, mas ainda não conseguiu saber qual tutela seria a correta/aceita pela França ou mesmo se a tutela seria suficiente. Ela ainda acha que junto com a tutela, depois teria que também pedir o visa para a menor. O que acha? Pode nos ajudar com algumas informações? Obrigada

Milena F. disse...

Marcia, para trazer um menor para morar na França, a pessoa precisa comprovar que é seu responsavel legal. Não conheço os detalhes das leis para saber se a primeira (mais simples) seria aceita. Melhor perguntar diretamente no consulado da França mais perto de vocês.
Boa sorte!

Stephanie Caires disse...

Ola Milena,

eu pesquisei bastante sobre o visto de trabalho, e no site do consulado nao tem nada sobre isso.
Uma pessoa que tenha recebido um convite para trabalhar durante 6 meses la deveria proceder como com o visto? O visto de trabalho eh o mais indicado ou seria melhor alguma outra modalidade?

Obrigada!

Junior Sousa disse...

Boa tarde Milena!

Bem, minha mãe mora a 18 anos na França, estou com planos de ir morar com ela, ela não possui casa quitada, ela vive de aluguel e tem emprego e possui 2 filhos franceses, gostaria de saber se tem facilidade de eu conseguir o visto de permanência para morar com ela ou não tem como?

Milena F. disse...

Stephanie Caires, quando se trata de um "visto de trabalho", é a empresa que se encarrega da parte administrativa, ele precisa demonstrar que não conseguiu contratar na mão de obra local e então teve que recorrer a um estrangeiro. Eh a forma mais facil, pois uma vez a empresa entrando com a papelada, dificulmente o direito é negado. Se fosse um outro visto, creio que não se encaixaria no seu caso, pois seria o de casamento com um cidadão europeu, o visto de estudante ou au pair, por exemplo.

Junior Sousa, se você tiver mais de 18 anos estah em situação desvantajosa, pois a lei não prevê que maiores de idade tenham direito à residência. Eh mais facil você conseguir um visto de estudante e ir ficando...

Não digo que seja impossivel, tem muita gente que entra com advogado, muita papelada, dinheiro investido e acaba conseguindo. Boa sorte!

Anônimo disse...

Boa noite ,
Bom eu sou casada a onze anos mas não no papel tenho uma filha e meu esposo está na França mas não naturalizado , eu e minha filha queremos ir morar com ele queria saber se tem algum visto que eu possa conseguir para ficar mas de três meses sem ficar ilegal .

Milena F. disse...

Anônima, seu esposo esta em situação regularizada na França? Ele tem papéis que permitem que ele viva e trabalhe aqui? Esse é o primeiro ponto, pois se ele não tiver, fica bem complicado.
Outro ponto importante, é que na França a unica relação valida é o casamento no civil, se não for no papel, perante a lei vocês não têm vinculo algum. Se ele for o pai da sua filha (não ficou claro no seu comentario) e tiver vivendo legalmente na França, a sua filha pode entrar com "reagrupamento familiar", para ficar perto do pai, e nesse embalo você pode solicitar o mesmo tipo de visto.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Bom Milena
Meu marido e legionário é está na França a quatro anos mas ainda não está naturalizado é Agora eu e nossa filha estamos querendo ficar com ele gostaria de saber se tem alguma forma de ficarmos mas tempo que três meses
Obs: não somos casados no papel , estamos querendo casar ai se for mas fácil e claro ...

Felipe Medeiros Motta disse...

Boa tarde!
Tenho o sonho de morar na França, sou formado em Língua e Literatura Francesa (Não fiz Faculdade), fiz um curso normal de francês, de 2009 a 2013.
Tenho uma viagem marcada para a França entre Junho e Julho de 2017.
Como faço para conseguir a minha permanência definitiva na França?
Eu abandonei minha Faculdade de Jornalismo, prestes a terminá-la, por Amor à Língua Francesa, em 2011, e te digo com segurança que não me arrependo.
Sou completamente fascinado pela França, sua cultura, tudo que a envolve...
Em qual categoria poderia me encaixar para tentar conseguir o visto permanente e definitivo?
A minha viagem, será para a cidade de Nancy, pois farei um curso de verão lá.
Estou providenciando meu passaporte.
Irei junto à minha professora de Francês, convidado por ela, inclusive, mais alguns colegas do curso.
Se você puder me dar umas dicas, te agradeceria muito!
Merci beaucoup!

Anônimo disse...

Bom Milena
Meu marido e legionário é está na França a quatro anos mas ainda não está naturalizado é Agora eu e nossa filha estamos querendo ficar com ele gostaria de saber se tem alguma forma de ficarmos mas tempo que três meses
Obs: não somos casados no papel , estamos querendo casar ai se for mas fácil e claro ...

Anônimo disse...

Boa noite Milena
A minha situação e a seguinte:
Moro no Brasil, sou empresário, e estou pensando em mudar para Paris, a minha empresa me sustentará lá, iria trabalhar on line e administrar ela on line, e Tb iria fazer um curso de francês por lá, pois não sei falar francês.
Mas a razão da mudança seria um casamento com um canadense q mora em Paris e tem visto de trabalho na França.
Como ficaria a minha situação no quesito visto?
Teria q casar com ele no Canadá ou na França?
Casando com ele, qual seria os benéficos e desvantagens?
Casando com ele, ele consegue o visto brasileiro?
Ele teria direitos aos meus bens no Brasil?
Casando com ele, o q me poderia me prejudicar no Brasil?
Estou meio perdido, e obrigado pela sua atenção.

Milena F. disse...

Anônima, perguntei a um amigo que é militar na França (mas ele não é da legião), que me disse que os legionarios não possuem os mesmos direitos, dos cidadãos normais, e que nesse caso o fato deles morarem na França não garante o visto para esposa e filhos. Na verdade a legião estrangeira é bem misteriosa e fechada, com leis bem particulares. Melhor ele ver com o comandante dele e conhecer melhor os direitos dele e para a familia. Inclusive me disseram que quando os legionarios não estão de serviço nem têm documentos que permitam abrir uma conta em banco ou alugar um apartamento, o que fica complicado para trazer a familia.

Milena F. disse...

Anônimo, primeiramente, o casamento garante sua possibilidade de viver legalmente na França, e o casamento pode ser realizado na França. Se for em outro pais, teria que ser validado no consulado da França, então pessoalmente eu acho mais pratico casar no local em que se pretende morar.
O regime "normal" de bens diz que os bens adquiridos apos o casamento pertencem aos dois, mas não o que jah tinha sido adquirido antes. Também é possivel fazer um contrato pré-nupcial estipulando as condições exatas (separação total de bens, comunhão total, etc).
Sobre os direitos dele no Brasil, vai depender que vocês validarem o casamento no Brasil (e eventualmente no Canada). Uma vez o casamento devidamente validado no consulado do Brasil, se um dia vocês decidirem morar no Brasil ele terah direito ao visto.

Anônimo disse...

Obrigada

Ga disse...

Olá Milena , tudo bem?

Adorei seu blog e achei completo e suas respostas mostram que realmente entende do que fala.
Eu namoro há um ano um francês e decidi largar tudo no Brasil para morar com ele. Vou como estudante de francês porque perdi os prazos das universidades e gostaria de saber o que eu devo escrever nos formulários de pedido de longa distância e no formulário de auto financiamento em relação ao tempo que pretendo ficar na França. Eu vou pagar 7 meses de curso mas gostaria de ficar mais tempo, não pretendo citar que meu namorado é francês d consulado ( você acha que seria um problema citar isso uma vez que ele vai pagar o curso pela conta dele na França talvez questionem)
Você acha que eu posso colocar o tempo que eu realmente pretendo ficar ( e o quanto posso provar renda), ou devo colocar o período do curso e deixar para o consulado decidir? Por favor estou com muitas dúvidas em relação ao preenchimento desse formulário.
Outra questão é que li em algum outro blog um relato de uma menina dizendo que tinha mais de 26 anos e que o campus France negou o dossie para pedido de visto alegando que acima de 26 anos não se enquadra no visto de estudante.
Eu já sou formada e trabalhei três anos. Mas agora resolvi abrir mão para ficar com ele. Sabe ao certo como
Funciona essa informação?

Voltandoà questão anterior, quero ir de um a dois meses antes do meu curso, que deve começar em agosto. Acha que se eu enviar todos os documentos tanto para campus France quanto para o consulado consigo resposta antes ou em junho?( tenho passagem para dia 5 junho).

Obrigada e beijos

Lon disse...

Ola Milena...

Por favor sera que você poderia me ajudar ...?

Por exemplo...

Uma pessoa que é aposentada (ganha tipo 2.000 euros por mês) e que quer vir morar na França, qual o tipo ou nome de VISA que essa pessoa poderia solicitar junto a embaixada francesa ?

Näo é pra mim, é para um membro de minha familia.

Milena F. disse...

Ga, geralmente eles questionam mais quando se tem mais de 26 anos e se pede um visto de estudante de francês, mas conheço muitas meninas com mais de 30 anos que conseguiram.

Para preencher os formularios, geralmente eles vão analisar com o tempo do seu curso, então "acredito" que não seria legal colocar mais tempo, ou então explicar que pretende ficar o resto do tempo viajando, conhecendo a europa, etc. O importante é ter um projeto.

Sobre ir antes, vai ter que explicar no consulado, pois mais uma vez, normalmente a data do visto vai coincidir com o inicio do curso. Boa sorte!

Lon, o tipo de visto é de "visitante". Eh preciso apresentar as garantias financeiras para a permancência na França (aposentadoria, declaração de IR), pois o visto não autoriza a trabalhar e um "projeto", uma cartinha de motivação explicando pq deseja passar uma temporada na França, o que pretende fazer, etc. Boa sorte !

Anônimo disse...

Boa noite,
Estou a aguardar que termine o periodo escolar para ir para Franca (em Junho ) com os meus filhos.so irei alugar a casa quando estiver para ir para Franca.
Como nao tenho ainda morada, nao consigo matricula-los na escola em Fontainebleau. Conseguem ajudar-me? Ou seja se alguem sabe como posso conseguir uma morada, ainda que nao habite la ??? So com uma moraa e isso eu nao tenho ...Preciso de os matricular. Agradeco a v ajuda. Maria

Milena F. disse...

Maria, as inscrições das crianças na escola são com a apresentação de um comprovante de domicílio, como você deve ter percebido. Geralmente não se pode inscrevê-las se ainda não está residindo aqui. A primeira etapa é conseguir a sua moradia, e uma vez aqui, você os inscreve, mesmo que o ano letivo já tenha começado, mas o melhor mesmo é que eles comecem em setembro como os alunos daqui.

Anônimo disse...

Ola Milena tenho uma filha q nasceu na França hoje ela tem 8 anos, gostaria de saber se eu e meu marido consegue de alguma forma visto para viver e trabalhar na França, gostaria de voltar a viver na França para estudarem minhas filhas aí, lembrando que somos de nacionalidade brasileira,somente uma de minhas filhas nasceu na França.

Anônimo disse...

Bonjour Milena !

Muito esclarecedores seus comentários, parabéns!
Estive na França por dois meses como turista e gostei muito do estilo de vida desse povo, principalmente no sul da França. Sou graduado em Letras Francês e gostaria de trabalhar aí como professor de português. Pesquisei vagas nessa área e só encontrei anúncios de pessoas, não de escolas. Você acha que é fácil conseguir um emprego e visto de trabalho nessa área (escolas de idiomas)? Pretendo voltar pra França como turista mesmo pra deixar currículos, fazer entrevistas... mas parece muito um tiro no escuro. Outra dúvida: meu diploma do Brasil vai servir pra alguma coisa aí?

Grato, Tallys

TiMila disse...

Olá Milena!

Muito bom mesmo seu post!
Queria saber se você pode me esclarecer uma dúvida...
Sou casada com um francês e antes de sair do Brasil tentamos um visto de casamento, porém não conseguimos esperar ficar pronto porque o bilhete de avião já estava comprado. Arrisquei e vim assim mesmo! Chegando aqui na França, eu e meu marido procuramos a prefeitura para pedir a carta de residencia. Porém, o rapaz que nos atendeu disse que não era possível dar porque eu entrei como turista e não tinha o visto... Ele disse que teria duas alternativas, ou eu voltaria no Brasil e pegaria um visto. Ou esperava ficar irregular, procurava a prefeitura de novo e pagava a taxa de regularização e entrava com o novo pedido de carta de sejour. Meu marido quer que eu espere ficar irregular, pois estou grávida de pouquíssimos meses, e ele tem medo que eu vá ao Brasil agora e contraia a Zicka ou a H1N1.
Tenho muito medo de esperar ficar irregular e eles me deportarem...
Me disseram que por eu ser casada com ele, não podem me separar dele, mesmo assim tenho medo... E já ouvi também que depois que se tem um filho francês, automaticamente se ganha a carta de residencia. Mas daí teria que esperar um tempão estando irregular...
O que você faria? O que me aconselharia?

Anônimo disse...

Estou em frança a mais de 1 ano sou brasileira tive uma filha aqui em paris ela é portuguesa o pai mora aqui a 35 anos mais estou ilegal tenho direitos a legalizaçao atravez dela?pode mim ajudar milena? Espero atenciosamente por sua resposta.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Milena F. disse...

Anonimo 1:
Se vocês são brasileiros e a filha nasceu na França, de uma forma geral nem ela nem vocês têm direito à viver legalmente na França, pois para ser francês é por hereditariedade (passa de pai/mãe parafilho), não vale a regra do territorio. MAS se vocês morassem na França e ela estudase aqui, esse seria um ponto importante para as autoridades analisarem, jah que ela teria passado toda a vida aqui, e seria considerado "desumano" tirar uma criança do territorio que ela conhece e com o qual estah familiarizada e enviar para um pais no qual nunca colocou os pés.

Tallys
Nessa area existe muita concorrência, pois muitos estrangeiros vivem na França e se dizem professores de português, inglês, espanhol, etc... Então por isso a procura por trabalho é maior que a oferta. Não digo que seja "impossivel", mas tudo depende de contatos, etc. Lembrando que "na teoria" não é possivel transformar uma estadia de turista em visto de trabalho. Boa sorte!

TiMila
Infelizmente o caminho "correto" no seu caso seria pedir o visto ANTES de sair do Brasil, assim aqui chegando você estaria regularizada e com todos os direitos, lembrando que por ser casada com francês o seu visto não pode ser recusado.
Como você não conseguiu fazer dessa forma, você foi bem aconselhada: existem realmente 2 caminhos: 1) voltar ao Brasil e pedir o visto; 2) esperar um certo tempo na França, 6 meses de vida comum na França, para entrar com a papelada, mas nesse caso você passa uma parte do tempo irregular aqui. Eh uma escolha muto pessoal, eu particularmente sou muito medrosa e preferi pedir o visto no Brasil, mas a maioria das meninas optam pela segunda opção, pois os custos da viagem são antos. Lembrando que nesse caso, enquanto não tiver documentos, você não podera estudar, trabalhar e fazer muitas outras coisas! Boa sorte!

Milena F. disse...

Anônimo 2:
Se o pai português da sua filha reconheceu a paternidade, então a sua filha é portuguesa (se ainda não fez a documentação, corra atras disso o quanto antes!). Uma vez ela devidamente portuguesa (ela não eixa de ser brasileira), você pode regularizar a sua situação, pois é mãe de uma criança "européia", e como o pai mora na França, para a lei o ideal é não distanciar fisicamente os filhos dos pais. Ou seja, se você tivesse que voltar ao Brasil, a menina perderia praticamente todo o contato com pai. Boa sorte!!!

Anônimo disse...

Oi milena, tenho uma duvida grande. Sou brasileira e meu namorado e frances, no momento estou com ele ba franca, mas minha licença para permanecer aqui esta se esgotando, ele quer que eu fique para nos casarmos, como faćo para continuar aqui legal até o casamento. Eu vim pra passar 45 dias mas preciso de mais tempo ja que decidimis nos casar.
Grata
Elimar

Milena F. disse...

Elimar,
Se você estah como turista, pode tentar solicitar um prolongamento de 3 meses na prefecture, mas pelo que tenho ouvido falar, é raro de obter (mas não custa tentar). Fora isso, infelizmente não existe uma forma de trocar a estadia de turista por estudante ou trabalho, por exemplo. O caminho "legal" é retornar ao pais de origem para pedir esses vistos, caso você tenha encontrado uma escola que possibilite o visto de estudante ou um empregador disposto a fazer a papelada de trabalho.

Boa sorte!

Anônimo disse...

Olá milena,
Tenho uma tia que mora na França e é casada, ela me disse que posso ir pra la mas nao entendi direito como ela explicou pra eu conseguir ficar no país, ela mora em Cannes, é mais facil conseguir morar no interior que na capital? Como eu posso consrguir minha cidadania com visto pra estudar? Caso eu consiga um emprego rápido, e ser renovado a cada fim de contrato, em 5 anos eu posso ser cidadão francês?

Unknown disse...

Oi Milena!
Estou adorando seu blog! Estou com uma situação um pouco diferente e gostaria de saber se pode me ajudar ou dar uma dica.
Eu e meu noivo (francês/dupla nacionalidade) estamos juntos há mais de 3 anos e decidimos casar e residir aqui na França. Chegamos dia 13 de abril, estamos morando na casa da família dele aqui e só hoje recebi do consulado brasileiro a papelada que faltava para dar entrada no casamento (certificat de cotume e celibat). Acredito que nos casemos no próximo mês (junho) e assim que ficar pronta a papelada do casamento darei entrada no meu titre de séjur, entretanto meu "visto de turista", expira no começo de julho (por volta do dia 9) e acredito que meu titre não ficará pronto até lá. Você acha que devo pedir extensão do visto quando marcar a data do casamento (seria uma comprovação para solicitar a extensão) ou é mais facil dar entrada no titre e receber o Récépisse que me daria mais 3 meses?
Desde já agradeço a ajuda e atenção! Graciele

Milena F. disse...

Graciele, primeiramente parabéns pelos projets e o casamento em breve!

Sobre a legislação em vigor, uma prolongação do "visto" de 90 dias soh é acordada de forma excepcional, por exemplo em caso de doença, impossibilidade de viajar, e por ai vai. Neste caso é melhor se informar na prefeitura mais proxima de onde você estah morando, lah poderão te indicar a melhor forma.

Sobre a estadia e documentos apos o casamento, na verdade é um pouco mais complicado... Como regra geral, o estrangeiro que se casou deve voltar ao seu pais de origem para solicitar um pedido de visto de "coinjoint de français", e com esse documento dar entrada na papelada. Foi o que eu fiz.

Porém muita gente prefere não fazer, pois voltar ao Brasil tem lah os seus custos. desta forma, a outra opção possivel é dar entrada na papelada ao comprovar 6 meses de vida comum na França. Para isso, tem gente que diz que tem que ser 6 meses comprovados apos a data do casamento, outras dizem que conseguiram a partir do momento em que começaram a morar juntos (chegada na França). Mas de qualquer forma, 6 meses quer dizer que durante 3 meses (no minimo) o estrangeiro fica aqui de forma irregular, sem poder trabalhar legalmente, estudar, etc. Eh uma escolha de cada um.
Boa sorte.

Alessandra disse...

Ola Milena,
Pode me ajudar com uma duvida, por favor?
Estou indo para a Franca passar 3 meses (o tempo permitido) com meu namorado.
Se nesses 3 meses resolvermos optar pela uniao estavel, poderia continuar no pais? Como funciona, vc saberia me dizer?
Obrigada,
Alessandra

Erik Sousa disse...

Olá Milena,eu tenho 16 anos e meu pai mora na França tem uns 10 anos e é casado tem dois filhos,meus tios também moram ai e eles estão querendo mim levar para ai em Setembro,porém meu pai disse que ele tem que ter um documento de residência e que iria ter uma reunião ai na prefeitura pra eles analisaram o caso.você acha que vão liberar?eu vou poder morar legalmente ai?

Carolina disse...

Olá, tudo bem?

Gostaria de tirar algumas duvidas.. Vamos lá.

Tenho 1 tio (irmão da minha mãe casado e com filhas) e um primo que construiu família também, todos hoje são residentes legais na França. Existe alguma possibilidade de conseguir o visto por eles ou que influenciem de certa forma nisto?!

Outra forma, penso em estudar francês 4 semestres, depois inglês e ir estudando para então dar entrada no visto permanente. Com quanto tempo de estudos posso dar entrada no visto permanente? Li em alguns lugares que são 5 anos sem sair do país. Mesmo que eles me mandem voltar e resolver a escola aqui de novo e somem esses 5 anos de estudos (ou quantos sejam), consigo dar entrada ou só se forem anos seguidos no país? Não posso sair nem pra visitar e voltar? Como funciona?

Rodrigo disse...

Boa tarde Milena, parabéns pelo Blog !! Estou com uma dúvida .... eu e minha noiva tentamos vaga para Master em Lyon, mas ela não foi aceita .... Ela é brasileira e eu tenho cidadania portuguesa !! Podemos ir para a França mesmo assim ou devemos desistir ?! Qual o caminho !? Caso no Brasil e peço algum visto específico para ela !? Vamos para a França, eu como europeu e ela como turista, aí casamos por lá e tentamos algum procedimento específico !? Enfim ... estou perdido, a beira de desistir e o consulado francês é sempre muito vago nas informações que precisamos... Você é a minha maior esperança de conseguir uma luz ... Grande abraço e obrigado pelo blog tão esclarecedor !! Rodrigo e Camila

Adriano Rizzato Pereira Dutra disse...

Milena,
Primeiramente parabenizar pelo blog e ajuda em esclarecer nossas dúvidas...
Sou cidadão italiano e gostaria de saber os procedimentos para que eu possa solicitar um visto pra minha esposa para que possamos viver legalmente na França....
Estamos na Itália e gostaria de saber se precisamos pegar um carimbo no aeroporto de Paris para comprovar algum procedimento...
Residência tenho confirmar sem problemas devido ficar na casa de um casal de amigos legalizados, precisarei também comprovar algum tipo de renda?
Desde já agradeço e novamente parabenizo pela oportunidade de esclarecer nossas dúvidas...
Obrigado...

Milena F. disse...

Oi Alessandra
Aqui na França não existe "união estavel" como existe no Brasil. O que conta é o casamento, ou então existe um outro procedimento, que se chama PACS (pacto civil de solidariedade). O seu namorado é francês? Foi isso que ele propôs? Se vocês optarem por um dos dois você pode viver legalmente na França, mas enquanto o casamento dah plenos direitos, o PACS exige outras garantias, como normalmente uma vida comum na França de 1 ano. Ou seja, antes de 1 ano você estaria em situação irregular e sem direito à trabalhar/estudar. Boa sorte!

Erik, efetivamente, para que você viva de forma legal na França, o seu pai tem que estar com os devidos documentos. Se ele jah mora ha muitos anos na França, com familia e laços constituidos, imagino que essa reunião que ele terah no final seja favoravel, mesmo se os procedimentos nesse tipo de caso costumam demorar. Boa sorte!

Oi Carolina,
Vocé jah tem mais de 18 anos? Se for menor de idade, o fato de ter parentes residindo legalmente na França ajudaria SE eles fossem considerados seus responsaveis legais. Se você tiver mais de 18 anos, infelizmente o fato de ter parentes aqui não ajuda do ponto de vista administrativo. Você pode tentar um visto de estudante para vir estudar francês, por exemplo, mas esse visto tem que sair ainda do Brasil (deve ser solicidato no consulado da França mais perto de onde você mora). Para solicitar um visto permanente jah morando aqui, somente se você morou aqui de forma "legalizada". Muitos jovens entram com visto de estudante para francês, depois se inscrevem na faculdade, e no final da faculdade conseguem o visto permamente. Boa sorte!

Rodrigo, o seu caso é um dos mais "simples". Se você é residente europeu (português) e vocês pretendem se casar, ela tem todo o direito de te acompanhar, com um visto que igualmente a autoriza a trabalhar. Na verdade não muda muito se vocês casam no Brasil ou na França. O que muda é que casamendo no Brasil, ela jah pode sair do Brasil com o visto, o que é bem mais pratico e geralmente mais rapido. Porém, como você é português, precisa transcrever o casamento no consulado de portugal e soh então dar entrada na papelada de visto. Boa sorte!

Milena F. disse...

Adriano, o melhor caminho é vocês procurarem o consulado da França na Italia (onde vocês moram, se entendi bem) e ela jah sair dai com o visto. O casamento precisa ser reconhecido/transcrito pelas autoridades italianas e então traduzidos em francês.
Caso vocês não consigam fazer isso antes de partir, uma vez aqui ela também pode entrar com o pedido, mas é mais demorado... De qualquer forma, acho que não vão carimbar o passaporte dela em um trajeto Italia-França pois nesses casos existe a tal "livre circulação". Não custa pedir, mas caso não seja possivel obter o carimbo, guarde PRECIOSAMENTE o bilhete de avião, trem ou seja o que for de comprovante pois mais tarde podem pedir. Boa sorte!

Unknown disse...

Olá.
Tive algumas informações obtidas com um português e gostaria de saber se é verdade. Estava morando com meu namorado na França e vim para tirar o visto Long séjour, este foi negado e não tinhamos outra saída senão casar. Mas tive a informação de que um brasileiro com visto em Portugal pode pedir visto na França com mais facilidade. É verdade isso

Maíra Caldeira disse...

Olá!

Tenho uma dúvida. Fui aceita em uma universidade francesa para cursar um Master via Campus France e vou entrar com meu pedido de visto de estudante. Tenho cidadania portuguesa, ou seja, nem precisaria do visto, mas minha dúvida é a seguinte. Como tenho a cidadania européia, meu marido poderia solicitar um visto para ir comigo morar na França? Como funcionaria?

Obrigada,

Marina

Anônimo disse...

Bom dia,

Eu moro na França e tenho uma filha de 14 anos, uma de 9 anos e um filho de 11 anos. Minha filha de 14 gostaria de trazer a sua amiga que também tem 14 anos para morar na França durante 6 meses.
Como que eu posso fazer?Do que preciso?

Anônimo disse...

Olá, Milena, tudo bem?
Meu nome é Bruna, casei há quase um mês com um francês, mas no momento estamos morando em diferentes países, já que preciso pedir um visto especifico. Já marquei minha entrevista com o consulado francês aqui no Brasil e terei que passar por uma entrevista, na qual eles farão perguntas gerais sobre a língua e a cultura francesa. Tenho muito pouco conhecimento da lçíngua, então gostaria de saber se você sabe quais podem ser as perguntas e se, mesmo que eu não consiga respondê-los me francês, há uma chance de eu ter meu visto "negado" ou "parado" até que eu realmente passe em outra entrevista.
Obrigada desde já!!! Beijos!

Anônimo disse...

Ola Milena,
meus filhos adolescentes vao morar na Franca no ano q vem( eles tem passaporte italiano). Estou querendo ir com o meu filho mais novo-10 anos(nao temos o passaporte ital.). Estou pensando em fazer um curso de frances por 6 ou 12 meses. A minha duvida eh: Sera que eu consigo um visto de um ano, so para ir acompanha-los? o meu filho mais novo consegue estudar la em escola publica?
Eu gostaria de tirar algumas duvidas sobre o processo do visto( que tipo de visto pedir etc), vc pode me indicar alguem por aqui?
Merci!

Anônimo disse...

Olá Milena F. tudo bem? Apenas uma correção em suas pastagem, os legionários podemos solicitar a cidadania francesa após o período de 3 anos de serviços, com classificação de serviço no mínimo "boa", o casamento com o legionário poderá ser após 3 anos de serviço, e em tempos de paz (quando não alistado com seu nome próprio) após 3 anos você pode pedir para alterar seu registro para seu nome e documentos reais. Portanto Ribeiro passo é o legionário estar com seu registro em nome real, possuir a cidadania, para depois solicitar a vinda da esposa e filhos. A cidadania francesa por serviços prestados à Legião Estrangeira Francesa, lhe concede amplos direitos,como qualquer outro cidadão francês, apenas alguns concursos públicos que solicitam cidadão franceses nativos. Portanto a situação legal dos legionários na França o permite a ter os mesmos direitos que o nativo. Qualquer dúvida perante a Legião Estrangeira Francesa posso auxiliar fabioboghossian@uol.com.br

Milena F. disse...

Unknown, desconheço essa "facilidade" de visto para quem jah morou em Portugal... Infelizmente, pelo que entendi do seu caso, a solução mais "simples" burocraticamente seria o casamento, pois não existe visto para "namoro"! Boa sorte!

Maíra Caldeira, como cidadã portuguesa (de passaporte), você tem todos os direitos de qualquer cidadão europeu aqui, inclusive de trazer o seu marido!!! O melhor é se informar no consulado da França no Brasil para que ele jah venha de preferência com o visto (meninas casadas com portugueses sempre me disseram que é mais simples). Uma vez aqui, até é possivel, mas é mais burocratico e demorado. Bons preparativos!!!

Anônima, não existe visto para menores, ainda menos por razão de "amizade". Para trazer um menor para morar na Europa é necessario ter a sua responsabilidade legal. Porém, como é por apenas 6 meses, não seria o caso. Ela não pode vir somente por 3 meses? Pois estaria dentro do prazo legal de turismo. Tem que ver qual seria o interesse para ela de passar 6 meses aqui, no que isso contribuiria para o desenvolvimento dela? Pois por tão pouco tempo fica até dificil inscreve-la na escola, etc...

Bruna, desconheço esse processo de entrevista para quem casou recentemente com um francês. O que acontece é que justamente eles avaliam o nivel de francês para mais tarde encaminhar à curso de francês, jornada de formação sobre a vida na França, etc. Quando eu fiz, me deram um formulario para preencher (para ver se eu conseguia ler o basico e preencher o formulario) e uma simulação de marcar uma hora no telefone para atendimento médico. Não podem negar o visto para marido/esposa, então você pode ficar tranquila!!! Talvez eles perguntem coisas sobre a relação de vocês, para ver se o casamento é real ou somente para obter o visto, do tipo como vocês se conheceram, projetos, etc. Bons preparativos!!!

Anônima, se seus filhos adolescentes (e ainda menores) vierem com passaporte europeu, você como mãe tem todo o direito de vir. Chama-se "Époux, enfant, ascendant d'Européen : demande de carte de séjour UE". Porém o que eles vão perguntar é como vocês vão se manter, jah que os filhos adolescentes normalmente não trabalham para sustentar os pais... Sobre o menor, de 10 anos, se você vier devidamente documentada, ele tem todo o direito de acompanhar a mãe, e mesmo que não tenha documentos aqui no inicio, todas as crianças são aceitas nas escolas, quanto a isso não precisa se preocupar. O visto é geralmente para maiores (de 18 anos).

Anônimo legionario: obrigada por tdas essas precisões e esclarecimentos, pode ajudar muita gente!

nazare sady disse...

Ola Milena, preciso de sua ajuda, minha filha esta ha 08 anos em Paris, tenho 02 netas franesas, ela nao se casou mas vivem em PAC. Sou aposentada, tenho condiçoes de viver em Paris. Sou fluente, trabalhei na chambre de commerce no Rio de Janeiro. Minha filha precisa de mim e eu vivo so no Rio. Assim desejo saber qual tipo de visto eu consigo para residir la. Agraeco toda ajuda. Nazare

Milena F. disse...

Nazaré, se você é independente financeiramente, você pode solicitar um visto de visitante junto ao consulado da França mais perto de onde você mora. Vai precisar apresentar comprovante de renda e declaração de impostos, e uma cartinha explicando seu "projeto". Bons preparativos!

nazare sady disse...

Milena, entao o meu visto sera de visitante. Ok mas ele tem prazo de validade, renovação anual ? No Consulado eles nao dao muita info. Ja olhei la e nao tem essa denominaçãO. O site do Consulado nao especifica, se tiver mais informação poderia me passar. Agradeço muito qualquer outra informação. bjos !!!

Milena F. disse...

Nazaré, essa informação realmente não consta, vai depender da cartinha com o seu projeto (duração da sua estadia, etc). Mas como via de regra não concedem visto "ilimitado", de forma geral o visto é de 1 ano, mas uma vez aqui você poderia renovar.

Nette disse...

Boa tarde Milena.
Estou planejando ir morar na França, sou servidora pública Federal.e tenho familiar q mora na França, no caso iria ficar na casa dela.gostaria de saber qual a melhor maneira de conseguir o visto de permanência.
Obrigada
Nette

Yann disse...

Olá milena, tenho uma dúvida. Tenho 21 anos e gostaria de saber como tirar uma carte de sejour sem me casar com ninguem. Tenho onde morar isso ajuda? Obg

Milena F. disse...

Yann, obrigada pelo seu comentario. Creio que no texto todos os casos que permitem uma carte de séjour estão descritos. A França (assim como os demais paises da Europa) possuem regras definidas de quem pode viver e trabalhar. Se qualquer pessoa que não pertença às categorias citadas pudesse obter o titre de séjour, não existiriam imigrantes vivendo ilegalmente...

lucas siqueira disse...

Ola Milena... moro no Brasil com minha esposa e filha.. minha esposa tem cidadania italiana e brasileira... Eu ainda nao tenho nem minha filha... Nos poderiamos morar na frança e requerer pra mim uma permissao para morar e trabLhar enquanto meu processo anda? Tb tenho uma irmã que vive legalmente com um Portugues na França mais ela tem uma permissao para morar na França e nao pRa trabalhar.Eu quero morar e trablahar na França... Obs tenho 5 anos de casado

Anônimo disse...

Boa noite Milena F.
Me chamo José sou português e vivo a 43 anos agora em França, tinho 2 anos quando vim , tenho nacionalidade portuguesa e namoro com uma brasileira que vive em limeira estado de São Paulo.
Crio a fazer vir em França e não tenho ideia nenhuma da maneira donde tratar o assunto , sei que não pode vir sem visa , sei que para ficar temos que nos casar , mais o facto de ser português não facilita com o Brasil?
Obrigado pela sua resposta .
E não será mais simples casar em Portugal ?

Milena F. disse...

Nette, se você tem condições de se manter na França sem precisar trabalhar, você se encaixa no visto de "visitante" que é descrito no texto.
Porém, se não é o caso, infelizmente as outras opções de visto não parecem se encaixar no seu caso. Tem gente que vem com um visto de trabalho (a empresa tem que estar motivada para contratar essa pessoa e nenhuma outra, então banca o visto), visto de estudante, etc... O fato de ter familiares ou amigos não facilita, a não ser que você fosse dependente do familiar. Boa sorte!

Lucas, normalmente, como esposo de uma cidadã italiana você tem direito a morar aqui com ela e trabalhar. Porém a burocracia pode demorar um pouco, e geralmente eles soh liberam o documento para a esposa/esposo quando o cidadão europeu (não francês) comprova um vinculo empregaticio. Você jah tentou se informar no con sulado da Italia se você não tem direito à cidadania também? Não sei como funciona. Para a filha de vocês, nenhum problema, como filha de cidadã européia, ela tem todo o direito de acompanhar a mãe e estudar em qualquer escola.

Boa noite José,
Ela tem o direito de vir e permanecer 90 dias sem visto (como qualquer turista). Nesse periodo vocês podem casar, mas para isso tem que dar entrada na papelada rapidamente, pois a burocracia pode demorar um pouquinho o processo. Vocês também podem casar no Brasil ou em Portugal. Independente de onde for celebrado o casamento, você como cidadão europeu tem todo o direito de trazer a sua esposa para viver e trabalhar aqui. Boa sorte!!!
Alguns casais, para "facilitar", preferem obter um visto de estudante para a esposa, matriculada em um curso de francês (ou faculdade), assim ela pode vir tranquilamente e podem se casar mais tarde. Depende de cada casal!

Anônimo disse...

Ola Milena !
Tenho varias duvidas e gostaria de sua ajuda. Tenho 1 namorada francesa e ela tem 18 anos (nao somos casados) desejo ir para a França agora em dezembro ou janeiro/2017, porém, quero ir para me estabelecer e o visto de turismo alem de durar apenas 3 meses nao da a possibilidade de trabalhar... Vc sabe se minha relaçao com ela permita que eu me estabeleça na França ? Se nao e se nos casassemos ?
Estou procurando por cursos de pos graduação para tentar um visto de estudo que permita trabalho tb, mas a situaçao eh bem complicada.

Obrigado !

Ina disse...

Olá! Tudo bem?

Tenho planos de ir para a França em Janeiro de 2017, para estudar francês em uma universidade em Montpellier por um ano. Terminei meu curso de graduação esse semestre aqui no Brasil e gostaria de saber se o visto que preciso é de estudante long sejóur? Porque quando liguei no consulado em São Paulo, a mulher me disse que se eu não tivesse vínculo acadêmico no Brasil, meu visto não poderia ser de estudante e sim de visitante, oque complicaria minha vida, pois, preciso trabalhar enquanto estudo. Já outra pessoa do consulado que reside em Florianópolis, me disse que sim, meu visto seria o de estudante. E agora? Em qual dou entrada? Espero que o de estudante! hehe Obrigada!!

Débora disse...

Meu marido é italiano e eu brasileira. Moramos na França com total consentimento da República!!!

Pedro disse...

Milena,

A minha mãe mora na França há 13 anos, a 4 anos atras estive na frança e fiquei pelo período de 1 ano e 4 meses, demos entrada nos papeis para minha regularização porém não houve nenhum retorno, então decidi retornar ao Brasil. Hoje estou com 25 anos, e gostaria de saber se ainda tenho direito de me regularizar devido ao fato da minha mãe residir em Paris!

Rafaela disse...

Olá!
gostaria de saber se é possível entrar no programa de Au Pair(na França) se eu estiver morando legalizada (com visto de trabalho/empreendedor) em Portugal!!
Eu tenho que obrigatoriamente estar em território brasileiro pra entrar no programa? Eu consigo esse visto estando em Portugal?

Tão confuso!!

Lucas S. Braga disse...

Olá, Milena!

Primeiramente, quero parabenizá-la pelo que faz por todos nós. O blog é fantástico e você responde todas as dúvidas que o pessoal envia, algo raro de se ver.

Eu tenho a intenção de migrar para a França algum dia. Tenho 18 anos e no ano que vem já pretendo realizar bacharel no Brasil. Planejo fazer mestrado e doutorado na França com ajuda de alguma bolsa e somente depois de dominar o idioma francês. Você acha que assim as minhas chances aumentam? Eu também estou considerando a possibilidade de cursar o bacharelado em Portugal... Isso pode ser benéfico ou não vai fazer diferença? Penso que um bacharel em um país europeu pode facilitar minha entrada em um curso de pós-graduação em uma universidade europeia (no caso, francesa).

Íris Ambrosio disse...

Eu sou brasileira, separada e mãe de 02 crianças de menor... Meu namorado é francês, separado legalmente e pai de 02 crianças menores de idade... Nós queremos legalizar a nossa situação, porém eu moro no Brasil e Ele na França... O meu pedido de divórcio ainda não foi averbado no Brasil!Podemos casar na França!? Algum empecilho, tendo em vista que ele tem filhos franceses com outra mulher!? Obrigada

Anônimo disse...

Boa noite Milena!
Sou brasileira, minha filha é casada com um francês naturalizado Português, ambos tem nacionalidade Portuguesa e vivem em Paris há 5 anos.
Ambos tem contratos de trabalho CDI ( por tempo indeterminado ) e ganham €1.500,00 cada um... eles gostariam de me levar pra morar com eles. Quais os procedimentos para eu conseguir um visto, pelo menos de 2 anos?
Email para resposta.
jo_desa@hotmail.com

Milena F. disse...

Anônimo, somente o fato de namorar não possibilita o visto, somente o vinculo de casamento. Se você vier estudar, pode tentar um visto de estudante, que permite trabalhar algumas horas por semana (não tempo integral). Boa sorte!

Ina, realmente é o visto de estudante, pelo que eu saiba. Com os documentos da univeridade onde você vai estudar você entra com o pedido de visto. Boa sorte!

Debora, isso mesmo, se um dos conjuges tiver uma nacionalidade de um pais europeu, ambos podem viver legalmente aqui.

Pedro, infelizmente como você é maior de idade na teoria não seria possivel. Porém muita gente consegue, contatando um advogado, por exemplo, para dar uma ajuda na hora de reinvindicar seus direitos. Boa sorte!

Rafaela, não sei te responder no seu caso especifico. O melhor seria se informar no consulado da França em Portugal, mas acredito que o local de moradia não seria um empecilho. Boa sorte!

Lucas, parabéns, você tem 18 anos e parece ser bem maduro e saber o que quer!!! Se você estudar no Brasil, fique atento às oportunidades de trocas e intercambios na sua universidade, isso pode abrir portas. Mais tarde, de qualquer forma, um pos na França é sempre possivel, jah que estudantes chegam do mundo inteiro. Se você fizer a sua graduação em Portugal, um diploma europeu certamente ajuda ra se você tiver a intenção de mais tarde exercer sua profissão por aqui. Boa sorte!!!

Milena F. disse...

Iris, o fato dele ter filhos ou ser divorciado não influencia em nada. Mas você vai precisar estar com a sua situação regularizada no Brasil, pois a administração aqui vai pedir seus documentos do cartorio no Brasil e traduzidos por um tradutor oficial, então você não pode ser casada ainda perante a lei. Boa sorte!!!

Anônimo disse...

Olá, Milena! Adorei achar seu blog. Muitas informações úteis. Parabéns! Você menciona nesse artigo que trabalhar na área de tecnologia (mibha formação e experiência de 17 anos) é uma grande chance de se obter trabalho legal e visto de residência, devido a demanda. Como proceder nesse caso? Sou analista de sistemas e projetos, e tenho experiência de 8 anos numa empresa multinacional. Fiquei esperançosa com seu post é agradeço imensamente por suas dicas, passos que devo tomar :) Gratidão

Marcia Rebeka disse...

Milena a minha situação e assim, to em Portugal estudando normal com o visto de estudante, quando eu me forma vou poder trabalha normal aqui em Portugal e também na franca ou não, como faço não tenho a minha nacionalidade portuguesa. Aí.

Marcia Rebeka disse...

Milena. Estou estudando com o visto de estudante em Portugal, queria saber quando eu me forma vou poder trabalha na franca ou só aqui em Portugal mesmo, e minha nacionalidade tem como eu ter através do meu trabalho.

Unknown disse...

Eu sou estudante e quero Estudar na França...
Tenho 18 anos de idade
E sou Angolano....

No meu caso oque que posso fazer pra mim consegui estudar na França?

Anônimo disse...

Tenho uma duvida e talvez você poderia me esclarecer , com a carte de séjour vie privée et familiale eu posso viver ou trabalhar em outro estado da união européia ?

Milena F. disse...

Anonimo, a area de tecnoligia emprega bastante, mais facilmente se você tiver um passaporte de um dos paises europeus. se você soh tiver nacionalidade brasileira, a empresa vai ter que arcar com toda a papelada do visto de trabalho, muitas não querem se responsabilizar e preferem contratar um candidato que jah estah aqui com papeis. Bom dar uma olhada nos sites de busca de emprego, como monster.fr, apec.fr, keljob, cadreemploi.fr... Boa sorte!

Marcia Rebeka, se você tiver passaporte português pode trabalgar em qualquer pais da europa, mas se for somente brasileira com um visto de estudante em Portugal, ele não permite ser estendido à outros paises.

Anônimo, infelizmente não conheço as regras para os cidadãos angolanos... elhor se informar no consulado francês mais proximo de onde você mora! Boa sorte!

Anônimo, se você tem documento autorizando a morar e trabalhar na França, infelizmente ele não é estendido aos outros paises da Europa. Eh necessario pedir um visto em cada lugar. Mas se você tem esse tipo de carte de séjour, significa que seu conjoint é europeu? Nesse caso, através dele, você pode morar e trabalhar em outros paises, se for segui-lo. Mas se tiver esse documento pq seu filho e francês, fica mais dificil... Boa sorte!

Emanuela disse...

Olá Gislena! Estou passando pela mesma situação que a sua hoje. Poderia me passar seu contato para eu tirar umas dúvidas com você?
Obrigada