terça-feira, 22 de março de 2011

Os Jardins de Versailles

Recentemente falei do Château de Versailles mas nem toquei nos seus Jardins. E não foi por esquecimento não, mas porque acredito que os jardins merecem um tópico especial. Exagero? Na minha opinião não!

Vista de uma das janelas do Castelo

Os jardins de Versailles foram desenvolvidos ao longo da evolução do castelo, mas é considerado uma obra (de arte) de André Le Nôtre, que começou a trabalhar nesse projeto a partir de 1661. Com seus lagos, bosques, e estátuas, é o modelo por excelência de um jardim <<à la française>>. A definição mais simples de um "jardim francês" é a arte de corrigier a natureza com a imposição da simetria. Quem fala em jardim francês, fala de simetria. Nesse tipo de jardim a ordem vence a desordem e a cultura vence a natureza selvagem. A natureza é organizada através da geometria, da ótica e das leis da perspectiva. Era necessário um grande conhecimento de arquitetura para construir um jardim desta forma.

Dá para encarar um jardim assim no quintal de casa?
(Google Imagens)
Podemos encontrar em cada canto a figura de Apolo, o Deus do Sol, como metáfora à figura de Louis XIV, o Rei-Sol.

Em determinados momentos a fonte está acionada e sai água por todos os lados, como se os cavalos estivessem realmente em novimento no lago.
(Bassin de l'Apollon e ao fundo o Grande Canal)
Podemos não nos dar conta, mas quando analisamos a complexidade dos sistemas hidraulicos necessários já no século XVII para fazer funcionar todas essas fontes que foram e ainda são uma das principais maravilhas dos jardins, então percebemos a grandiosidade da obra. Em resumo, antigamente o grande canal, além de um papel estético muito grande, exercia um papel estratégico: toda a água utilizada nas fontes chegavam até o canal, e então eram bombeadas e devolvidas aos seus laguinhos e fontes, com a ajuda de moinhos de vento. Mas se na época a água já era uma penúria no domínio (uma demanda muito maior do que a água existente na localidade), a situação não é melhor hoje, o que faz com que as fontes não sejam acionadas todo o tempo.

Bassin et Panterre de Latone

Dois lados rodeados de estátuas estão exatamente atrás do castelo.
Esse espaço se chama Parterre d'eau.



O domínio se estende por 80 hectares, propícios às caminhadas à pé (adorei essa foto que tirei em um dos passeios), de bicicleta e passeios de barco.
Ah, esqueci de dizer que os jardins são abertos todos os dias (durante o dia) e são gratuitos!!!
No verão são organizados espetáculos de águas, mas pagos.

15 comentários:

Renata C., UMA ESPOSA EXPATRIADA disse...

MILENA, JA' TE DISSE QUE AMOOOOOO PARIS?? QUE A PRIMEIRA VEZ QUE FUI AI ACHEI QUE "ERA DAI"? KKKKK!
MIL BJS E OBRIGADA PELA VISITA LA'NO BLOG.
A PROPOSITO... E VC? O QUE RESPONDE NA SUA PROPRIA PESQUISA???
BJKA!

Alice Oliveira disse...

é incrível como alguém faz algo com tamanha perfeição!
Sou louca para conhecer Paris *--*

Parabéns pelo blog!
beijinhos

http://rebucomcafe.blogspot.com

Ana Paula Gervason disse...

Fui em Paris umas quatro vezes e não visitei pontos turisticos básicos para turista, uma pena...
Lindo os Jardins de Versailles, fiquei encantada com as suas fotos!

Bjss e uma ótima quinta!

http://toutlamour.blogspot.com/

Mulher de Fases disse...

Tenho que concordar que os jardins de Versalles merecem mesmo um capítulo a parte!!! Um dia lá parece não ser suficiente pra ver tudo.A maneira que tudo foi arquitetado, tão perfeito e sabe que não tinha parado pra pensar nessa manobra toda de sistema hidraulico?! Que engenhosidade!

Celia na Italia disse...

Lindíssimo!
Dá vontade de anda, andar e andar por este lugar!
Belas fotos, belo registro!
Um abraço

José Maria Lobato disse...

Olá cara amiga Milena!!!
Muito obrigado pelos votos no aniversário, quanta gentileza da sua parte, muah, beijinhos, Zé Maria

Tatiana disse...

Milena do ceu....aquela tua foto em preto e branco esta de revista, o que é isso,meu Deus?
Esses jardins sao um espetaculo mesmo,e voce arrasou na explicação!!!
E aquela estátua dos cavalos? Parece de verdade...minha favorita!!!
Bjs.

Renata C., UMA ESPOSA EXPATRIADA disse...

Milena, as vezes e' impossivel responder um por um... o que costumo fazer e' responder no rpeoprio email que chega pra mim avisando do Comentario. Isso facilita muito... mas nem sempre e'possivel... o seu email por exemplo nao ficou regsitrado... enato eu faco uma visitinha... vc vai encontrar o melhor caminho para agardar seus leitores, com certeza!
Bjka!

Inaie disse...

Versailles e maravilhoso!!!

Milena Fischborn disse...

Alice, dizem que querer é poder! Então comece a pensar na sua viagem!

Ana Paula, então na quinta vez não pode deixar de visitá-los!

Debora, Celia, Tatiana e Inaie: sou suspeitapara falar, pois adoro jardins, posso ficar por horas e horas!!!

José Maria, de nada!

Renata: aos poucos vou aprendendo e encontrando a melhor forma!

Fatita Vieira disse...

Um dia eu vou aí!

Beijos!

Ma vie en rose-choc disse...

Uai sao gratuitos? POxa qndo eu fui (no inverno) eu paguei caro pra entrar no castelo e depois ainda tinha uma parte do jardim q tinha q pagar mais ainda :P

Milena Fischborn disse...

Lu, os jardins são sempre gratuitos, com exceção de uma parte ao fundo, o domínio da Maria Antonieta. Temos a opção de escolher o ingresso completo, que dá direito a TODAS as visitas e inclusive o passeio de trenzinho, ou então pagando para visitar soh o castelo, depois ainda tem que pagar o suplemento!

Bruna disse...

Eu fui no Festival das Águas... acho que foi o primeiro final de semana, no início da primavera deste ano. É LINDO!! Sem falar na trilha sonora da época que inunda o jardim e nos remete à época do Rei Sol, da Maria Antonieta... - há caixas de som escondidas entre os bosques! Vale muito apena ir neste festival, acontece nos finais de semana da primavera e do verão. Mas uma vontade que tenho, é de assistir o Festival das Águas Noturnas...vi uns videos no Youtube, é lindo de morrer. Este ocorre todos os sábados à noite durante a primavera e verão!
Parabéns pelo blog e pelos posts! Realmente, Versailles (Château, Jardim, Petit e Gran Trianon e a Vila da Maria Antonieta) vale muito a pena conhecer!!

Tânia disse...

Lindíssimos! possivelmente o local de França que mais curiosidade tenho em conhecer!