domingo, 27 de março de 2011

"Causos" interculturais

Diálogo entre Sylvain e uma colega "árabe-descendente":

Colega: Meu marido quer que a gente se mude para o Brasil, mas eu não suporto a idéia, só em pensar que lá só tem mulher negra, eu não quero viver em um lugar assim.
Sylvain: Mas o Brasil é muito grande, é verdade que em algumas localidades uma boa parte da população é de origem africana, mas não é a realidade para o país como um todo. Por exemplo, existiu muita imigração européia, e uma grande parte da população é "branca".
Colega: Não, não é verdade, você não conhece. Eu já vi na TV.
Sylvain: A minha esposa é brasileira e eu estive no Brasil há dois anos durante 5 semanas, então estou falando com conhecimento de causa, e não a partir dos clichês que a gente vê na televisão.
Colega: Mas a sua esposa, tenho certeza que ela é negra!
Sylvain: Não, nada a ver.
Colega. Você fala isso porque é o marido e não quer admitir. Mas diga-me: em comparação com  minha cor de pele, ela é como?
Sylvain: Praticamente a mesma cor, mas ela é mais clarinha...

µµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµµ

Diálogo com uma senhora francesa:

Senhora: Então você é brasileira? Meu filho me falou que no Brasil todo mundo tem guarda-costas, pois ninguém pode sair de casa sem guarda-costas.
Milena: Os ricos e famosos sim tem guarda-costas, mas as pessoas comuns, elas exercem suas atividades normalmente (escola, trabalho, shopping, etc). Existem lugares perigosos, mas geralmente a gente sabe que é melhor evitá-los, mas no mais, levamos uma vida normal, não muito diferente dos riscos que corremos aqui em Paris, cuja violência aumentou muito nos ultimos anos.
Senhora: Você como brasileira nunca vai admitir que o Brasil é o pais mais violento do mundo, mas eu sei pois o meu filho me contou. E eu vi na tv que no Brasil todas as mulheres são refeitas. Isso você concorda que é verdade, não é?
Milena: Eh verdade que no Brasil atualmente existem bem menos tabus em relação à cirurgia plastica, além de podermos contar com excelentes profissionais, dos mais reputados no mundo, e é por isso que a clientela internacional aumenta consideravelmente a cada ano. Desta forma, as brasileiras talvez sejam muito mais decididas na hora de operar um nariz muito feio (essa senhora tinha um nariz horrivel, a indireta foi para ela!), ou as orelhas de abano. E quando elas são "plates comme une limande" (retas como um peixe parecido com o linguado!) e isso as incomoda, elas colocam silicone mais facilmente do que uma francesa que vai passar a vida inteira frustrada com o tamanho dos seus seios e usar de diversas artimanhas para escondê-los ou dar a impressão de aumentá-los!
Senhora: E você é toda refeita, não é? Como fica a sua imagem do corpo?

(para o mundo que eu quero descer!!!)

P.S.: Não estou conseguindo postar fotos no meu blog. Eu carrego as fotos, elas aparecem no rascunho, mas no momento de publicar, cadê as fotos? Elas desapareceram! Alguém pode me ajudar? Lembrando que não toquei nas configurações.

21 comentários:

Tatiana disse...

Vixie Maria...nao da nem para argumentar...rs...
Como voce disse,"Para o mundo que eu quero descer"..hahaha
Bjs.

Angela disse...

Meu Deus do Céu...quando cheguei aqui, eu e minha família nos apresentamos para os nossos novos vizinhos.Somos todos loiros de olhos azuís e quando falamos que éramos do Brasil, a primeira coisa que eles disseram foi: "mas vcs nao sao negros?" Aí a gente explicou que morávamos no sul do Brasil e que lá tinha muitos descendentes de europeus. Eles nao acreditaram muito...fazer o quê!!!A gente nao merece, né!!Beijos e uma ótima semana

Ana Paula Gervason disse...

Em uma viagem aos EUA estava em um táxi e o motorista perguntou como eram os índios...para ele somente os índios habitavam o BRASIL!!! rsrsrsr
Ninguém merece...

Bjsss e um ótimo domingo!

http://toutlamour.blogspot.com/

Fatita Vieira disse...

Milena,

Não resolvi não. O que fiz foi copiar do álbum do blog e colar na postagem. Assim as fotos apareceram novamente, mas todas minúsculas e não aumentam de jeito nenhum.

Eu sou xereta e fiquei futucando tudo o que pude até achar essa solução paliativa.

Como você também está com o mesmo problema, penso que outras pessoas também e o blogspot deverá resolver ou pelo menos, tentar.

Vamos aguardar.

Abraços!

Alcy disse...

Hahahah to morrendo de rir!

Mulher de Fases disse...

Tanta gente sem informacão... Não é brincadeira...
Aqui tb tem essas tolices de que td brasileiro é negro e todo mundo faz cirurgia plástica. A mídia tb é culpada por divulgar tanta bobeira e claro que para aqueles que não conhecem de fato o nosso país acaba se tornando a verdade.

Milena, infelizmente não poderei te ajudar com o problema das fotos, sou péssima no computador :(. Espero que vc consiga descobrir o problema.

Bjs e boa semana

Maria Luiza disse...

Acho que acabei de resolver. Primeiro tentei limpar os albuns do Picassa, mas não deu certo. Depois limpei meu histórico de navegação e os coockies e pelo menos para mim, voltou a aparecer a foto que não conseguia postar. espero que eu tenha lhe ajudado a resolver o seu problema. Um abraço e tudo de bom.

Lu disse...

é cada coisa q ouvimos... pelo menos eu ainda nao vi ninguem assustado pro oeu ser brasileira (nao sou negra), mas ja ouvi coisa do tipo. ianda mais a famosa brincadeira de travesti.

Paciencia, o jeito é esperar o blog voltar ao normal q acredito q nao vai demorar.

Bjim

Mauro Ferreira disse...

Milena, também estou com o problema. Consegui postar num cyber, mas, no meu pc, acontece a mesma coisa. Se tiver uma solução, por favor, mande um e-mail para maufn@uol.com.br

abs, MauroF

grupog7 disse...

Ola Milena, tambem estou com problema ref. as fotos, eu tiver alguma solução manterei contato com voce, ou vice versa, ok
ericorodamundo@hotmail.com ou no www.adverturbrasilg7@blogspot.com, abrigado pela atenção
erico

Anônimo disse...

Oi Milena!
Isso é uma coisa muito comum, mesmo! Também moro na França e as pessoas com as quais convivo, franceses e estrangeiros, tem essa imagem do Brasil. Não foram poucas vezes que acharam que eu não era brasileira por ter a pele mais clara. E essa história de mulheres refeitas, a maioria acredita que todas nós já passamos por algum procedimento...
É dose!!!

Viagens,Aventura,Expedição disse...

Ola Milena, ref. colocação de fotos publicação, o problema é no editor de texto. voce vai em configuração e no final voce muda para editor antigo, ai voce consegue colocar as fotos, e onde tem fotos que não aparecem somente um pontinho voce clicar encima do ponto e abre o para voce escolher o tamnho da foto clica em médio ou grade a foto volta.abraços erico

Fatita Vieira disse...

Milena,

Meu blog voltou ao normal e já refiz o post como estava no original.

Beijos e uma ótima semana!

Beth Blue disse...

O mais irônico nessa estória toda é que eu moro em Amsterdã, e como toda capital européia que se preste tem MUITO imigrante africano por aqui (nada contra, já aviso).

Então tem muita gente morena e negra nas ruas da cidade e os brasileiros ficam espantados quando vem aqui e não encontram apenas LOUROS de olhos azuais! Meu namorado mesmo é filho de indonésios e bem mais moreno que eu (branca que só).

Enfim, as pessoas sempre terão idéias pré-concebidas (pra não dizer preconceito mesmo) e o mundo é bem diferente do que pensam ser!

Quanto a mim, adoro viver em uma cidade multicultural.

Milena Fischborn disse...

Meninas, então não é só comigo que isso acontece não! Obrigada pela "solidariedade". Tem dias que levo na brincadeira, mas outros dias cansa!

Quanto ao blog, não sei o que tinha acontecido, mas hoje as fotos estavam podendo serem postadas normalmente.

Erika Saab disse...

Milena, eu não me assusto sabe por que? Aqui no próprio Brasil eu já vi as pessoas falarem cada bobagem, eu mesma sou baiana e moro em SP e toda vez que falo que sou de Salvador alguém sempre pergunta como eu posso ser branca? É sério? Não dá para acreditar numa coisa dessas, tem gente aqui no Brasil mesmo que acredita que em determinada região só existem pessoas de uma determinada etnia. E quando fui nos EUA, então? As pessoas tiveram um bloqueio de aceitar que eu era brasileira, se referiam a mim como portuguesa, italiana, francesa, espanhola..qualquer país da europa que tivesse uma língua latina, menos brasileira, ai, ai, como podem pessoas que se dizem tão culturalmente evoluídas falarem coisas deste tipo que mostram serem totalmente desinformadas? Acho que a TV, inclusive a daqui mesmo, tem um papel fundamental de passar adiante idéias equivocadas sobre o Brasil.

Carla Soar disse...

E o que dizer de Portugal? Nossa terra mãe, onde as notícias do Brasil aparecem frequentemente nos jornais daqui e o povo ainda me sai com cada comentário inacreditável?
Eu é q fico aqui pensando em quantas informações equivocadas é que eu acredito em relação aos outros países.
Agora, ando na onda de ler romances meio históricos, meio ficção, escritos por autores estrangeiros que retratem a vida nos seus próprios países... e confesso que tenho quebrado alguns padrões antigos e compreendido muito sobre os estilos de vidas nos outros países.

alba disse...

Hahahahaha...quanta desinformação!!! Engraçado, eu moro no interior, mas relativamente perto da capital, São Paulo, pouco mais de 100km.E eu vi muito mais negros nas ruas e metrô em Paris do que eu vejo aqui na minha cidade.Hahahaha, inclusive eu me vi numa situação "estranha", certa vez quando o vagão abriu a porta na estação de metrô Chateau Rouge, na plataforma, praticamente "todos" eram afrodescendentes...e contei duas pessoas brancas no vagão...achei surreal!!! Depois dei risada sozinha da minha situação inicial de espanto, talvez pq eu nuca imaginasse uma situação destas.Meu pai era militar do exército e eu acho que por isto, sempre tivemos uma vida melhor financeiramente, o que nos remeteu automaticamente a um "universo branco", tanto nas escolas, como na vizinhança, amigos, namorados...e talvez pq a situação financeira "branqueie" as pessoas, não me recordo de ter sofrido ataques racistas...pelo menos diretamente. depois de adulta, encontrei sim pessoas que faziam tipo aquela cara de espanto, quando me conheciam pessoalmente..tipo, vc é muitofamosa pelo seu trabalho como pedagoga,na educação de surdos, todos falam muito bem de vc,da sua inteligência... imaginava vc tão diferente..hahahaha, nem pergunto pq.Em Paris,as pesoas sempre me perguntavam se eu era norte americana, e quando eu falava que era brasileira, muitas pessoas faziam cara de espanto e falavam que não parecia...pq, também não sei. No Intituto Nacional de Jovens Surdos que visitei em Paris, os alunos queriam saber como eu era do Brasil e viajava pra lá, pq eles achavam que no Brasil todos eram muito, muito pobres. Ah e também perguntaram sobre violência, expliquei a mesma coisa da Milena. Da plástica não sabia...rsrsrsrs, tenho uma nos seios, hahah, mas não sou toda refeita...até gostaria de fazer uma lipo na barriga e coxas... mas prefiro gastar meu dinheiro(bem suado e economizado) pra viajar!!!

Alba disse...

O comercial novo da havaianas,que está sendo veiculado no Brasil agora, é em francês com legenda em português...pra colega àrabe-descendente do marido da Milena, ela pode ficar um pouco mais tranquila, aqui não existem só mulheres negras kkkkk mas pode se solidarizar com a personagem do comercial e achar que aqui é "muito perigoso" pra trazer o marido. Quanto à outra que falou com a Milena , sobre as brasileiras serem todas "refeitas", com certeza ela vai achar que é verdade mesmo kkkk.
o coercial no youtube pra quem ainda não viu:
http://www.youtube.com/watch?v=s8iBOZKi7_o

ana disse...

Estive em Paris em julho/2010. Todos perguntavam se éramos Argelinas, americanas. quando respondíamos que éramos brasileiras era cada cara de espanto. Creio que as brasileiras no exterior são muito esteriotipadas!!

Inaie disse...

adorei! adorei! Adorei!!

Somos todas negras e turbinadas...quem me dera!

branquela e sem plastica. mas um dia eu chego la