segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

França rural

O salão da Agricultura que terminou ontem em Paris mostra um lado da França que muita gente não conhece e muitas vezes nem imagina, que é o lado rural e o homem (ou mulher, ou criança) do campo francês. A verdade é que mesmo a agricultura tendo perdido seu peso econômico nos últimos 40 anos (como aconteceu no mundo todo), 35% da população francesa (ainda) vive em cidades com menos de 3500 habitantes, enquanto apenas 15% vive em cidades com mais de 100 mil habitantes.

Candy, essa linda vaquinha de 4 anos e 650 quilos de raça vosgienne (da região des Vosges, na França), foi a escolhida para representar o Salão Internacional da Agricultura de 2011.

Quando a gente pensa em França, imagina direto Paris e a sua banlieue (periferia), a loucura do trânsito, dos transportes públicos, pessoas apressadas, etc., mas essa é a realidade de uma pequena parcela dos franceses. Existe uma outra parcela (muito maior) de franceses que vivem em suas cidadezinhas e morrem de medo da "cidade grande", que nunca vieram à Paris, ou se vieram, evitam de voltar, que não gostam da agitação da capital e das cidades maiores e preferem continuar a viver no interior.
O mais engraçado é que eu que não sou daqui, acabo virando guia turistica para francês do interior!!! Volta e meia quando vem alguém da família ou amigos do Sylvain à Paris, eu que acabo tendo que ajudá-los a se virarem por aqui... E engraçado também é que cada vez que viajamos na França, para os moradores locais eu sou uma parisiense. Isso não chega a ser um elogio da parte deles, mas muda um pouco o meu quotidiano, pois aqui em Paris eu sou sempre um ser de outro mundo uma estrangeira (e quando temos que dar satisfação da nossa vida e origem 50 vezes por dia acaba cansando!), e quando me consideram uma "deles", mas de outra região, até que fico bem contentinha!!!

P.S.: Eu que sempre quis negar minha infância "rural", hoje sinto uma falta imensa principalmente do contato com os animais e a natureza.

Fonte:
Revista Le Point do dia 13/01/2011, Spécial Les Français (número 2000).

11 comentários:

Ana Paula Gervason disse...

Adoro aprender coisas novas sobre Paris...
Vc deve ser uma francesinha brasileira rsrsrs. Fala bem o francês? Há quanto tempo vc mora ai?
Amo Paris! Fico viajando no seu blog!
Adoro tudo que vc escreve...

Bjsss

http://www.toutlamour.blogspot.com/

Fleur disse...

Adorei seu blog, Milena!
Obg pela visita no Mademoiselle! =)

Um beijão

Mulher de Fases disse...

Sem dúvidas sempre há de ter pessoas do interior com medo da cidade grande, né?? Deve ser assustador e stressante siar de alguma vilazinha da Franca a passeio para Paris, que apesar de ser uma grande capital, achei bem tão tranquilo.

Só sei Milena que eu não largaria uma cidade grande por nenhum interior, eu gosto mesmo é dessa confusão. Mas afinal de contas não entendi bem onde vc mora na Franca. Em Paris??

Bjs e boa semana

Angela disse...

Olá Milena, eu adoro um campo. Meu avô materno tinha uma vila na Polônia e eu passava muitas férias lá com ele quando era criança. Adorava andar de cavalo e tomar banho em um lago que tem lá! Adorei a foto da vaquinha! Beijos e um ótimo dia.

Mônica disse...

Oi Milena!
Gostei do post, e é engraçado isso das identidades que assumimos quando vivemos em um país que nao é o nosso...gostei!
Beijos querida!
Mônica

Alexandre Mauj Imamura (lostinjapan.portalnippon.com) disse...

que bacana!
eu moro em uma área um tanto distante das grandes cidades... uns 50km. e gosto, tb gosto mto do contato com o mato, animais...
entendo o seu sentimento!

bom dia

Gisley Scott disse...

Milena,

Quando eu penso em França, assim como a maioria das pessoas, eu penso em Paris..Eu penso na city of bright lights, eu penso naquela torre,rs...Foi interessante saber que a maioria das pessoas ainda prefere a tranqüilidade fora de Paris.Eu moro numa cidade que não é muito pequena, mas que se comparada à grandes metrópoles como San Francisco, Los Angeles, New York , é considerada atrasada, mas pelo menos aqui o povo não é assim tão brucutu(mal-educado)...

Gostei da vaquinha, me fez lembrar a viagem que fui ao Tenessee. Bjos

Milena Fischborn Costa disse...

Débora, moro em Paris, mas não acho Paris "tão grande assim", se formos comparar com SP, NY, Tóquio, etc...
Eu gosto de interior, mas só para descansar mesmo... Fico entediada muito tempo em lugares calmos. Em cidades maiores temos muito mais opções de lazer, trabalho e entretenimento.

Milena Fischborn Costa disse...

Ana Paula, estou aqui há quase 2 anos e meio, não tenho nenhum problema com o idioma, mas o sotaque, esse não vai embora nunca, eu acho!

Rosangela disse...

Milema sempre adorei o campo, meus pais tinham um sítio que era minha paixão, quando conheci Paris fiquei apaixonada, mas acho que também adoraria conhecer e quem sabe até viver, na França, em uma cidade do campo ...
Bjinhos

Milena Fischborn Costa disse...

Quase todo mundo gosta de uma fazendinha!