quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Bruges: refúgio para os apaixonados

Bruges para mim é uma das cidades mais românticas da Europa. Tudo convida à celebração do amor: as ruas calmas, o lago, os cisnes, os canais, a beleza de perder o fôlego dessa cidade que por muito tempo ficou esquecida. Não consigo explicar a sensação que ela me provoca, mas espero conseguir compartilhar com vocês um pouco da minha fascinação por esse pequeno paraíso belga em algumas linhas e fotos.

Bruges é a cidade mais iluste da Bélgica e na Europa uma das que melhor soube conservar sua fisionomia medieval. Seu charme está em todos os cantos dessa cidade museu a céu aberto, nas suas antigas construções muito bem conservadas e restauradas, na riqueza de seus museus onde se venera a arte flamenga e no romantismo de seus canais.
Uma escapada de barco pelos canais permete de descobrir cantinhos charmosos e inacessíveis à pé:
A foto à esquerda foi batida em 2009 e a da direita em 2011. Será que se trata do mesmo cachorro?

À direita, o Belfort, construção do século XIII em estilo gótico elegante para os dois primeiros andares. Entretanto, os demais andares foram construídos em 1482, anunciando a Renascença. São 366 degraus até o topo, que subi com muito esforço na minha primeira visita mas que acho que não farei nunca mais! A visita e a vista comprensam, mas para mim o problema foi subir pelas escadas estreitinhas. Eu tive uma horrível sensação de estar presa, subindo aquelas escadas que não terminavam mais! Achei que não chegaria ao topo! 47 sinos, pesando um total de 27 toneladas, compõem o carrilhão (esse maravilhoso instrumento pelo qual Bruges é mundialmente conhecida). Eh possivel assistir a um concerto em horários específicos, de acordo com a época do ano!

Vista do Belfort sobre a cidade com a bruma da manhã


A igreja Notre-Dame, com sua torre de pedra um pouco austera (122 metros)começou a ser construída em 1290 e foi concluída 250 anos mais tarde. A igreja guarda 2 tesouros: Uma escultura de Michelangelo (obra de sua juventude) e os sepulcros de Maria de Bourgogne e de seu pai Charles o Temerário.


O antigo hospital Saint-Jean (foto acima) e Casa de Deus formavam uma instituição de caridade dentre as mais antigas da Europa. Do século XII, trata-se de uma verdadeira construção "brugeoise" de tijolos vermelhos. Atualmente foi transformado no museu Memling, podemos visitar a capela, as salas do hospital e as "casas de Deus" (maisons-Dieu em francês), que datam do século XVII e que foram construídas para abrigar os miseráveis da cidade no momento em que a cidade se empobreceu. São casinhas brancas umas ao lado das outras que ainda hoje parecem paradas no tempo, com suas cortinas em renda.

Um outro local a visitar é o Béguinage. Le Béguinage de la Vigne (Begijnhof Ten Wijngaarde) foi fundado na primeira parte do século XIII, no reino de Marguerite de Constantinopla. Resumindo, béguinage é uma comunidade de religiosas, típico dos Paises Baixos e da Bélgica, que vivem em grupos mas que  não pronunciaram votos. Quando os maridos partiam para as cruzadas e guerras, muitas mulheres se viram obrigadas a se organizar em comunidades para se ajudaram umas às outras, mas elas eram livres para partir ao encontro de suas famílias ou mesmo para casar. Em Bruges, com a morte da última entre elas em 1930, uma comunidade de irmãs bénédictines se instalou no mesmo lugar. Essa mini-cidade de lendas e isolada da cidade pelas suas duas portas nos provoca uma sensação de paz e de meditação. As casinhas brancas ao redor do jardim silencioso com suas árvores centenárias formam sem dúvida o ambiente mais poético de Bruges.
  A porta branca sobre a ponte é uma das portas de entrada (ou saída?) do béguinage.

E do lado de dentro, é esta atmosfera que encontramos...
Reconhecida pela sua renda (renda de Bruges), no século VXII e XVIII eram as mulheres mais miseráveis que se tornaram rendeiras, esgotadas pelo excesso de atividades domésticas, que serviam para embelezar as vestimentas e decorar as casas dos mais abastados! Atualmente, a técinica aparentemente foi transferida à Asia, e os guias de turismo nos alertam que boa parte da renda encontrada à venda provêem do trabalho mal-pago e muitas vezes escravo e infantil de países asiáticos... Mesmo que os motivos e a técnica sejam realmente da renda de Bruges.

Bruges em algumas imagens:

Minnewater, também conhecido como o Lago do Amor.

A Virgem Maria é a padroeira de Bruges e podemos encontrá-la em toda parte! Do alto das fachadas, ela vela a cidade.


O teatro municipal de Bruges foi finalizado em 1869. Em frente podemos admirar a elegante estátua do escultor Jef Claerhout, representando o personagem Papageno que Mozart imortalizou na sua Flauta Encantada.

 Antigamente as casas eram assim, mas devido aos incêndios, a partir do século XVII essas construções em madeira foram proibidas. Essa é uma das poucas que restou.

Fórum civil. No detalhe, a imagem de um urso (conta a lenda que o primeiro habitante da cidade foi um urso!). No alto do prédio, diversas estátuas representando personagens do Direito.
Diriamos uma pintura impressionista!

Eu poderia ficar aqui dias e dias revendo as minhas fotos, mas melhor parar por aqui, estou já com muito assunto atrasado!
Então, para quem não conhece Bruges, consegui convencê-los?

15 comentários:

Denilson Melo disse...

....de fato fiquei agora com mil coisas à cabeça; não sei se Bruges ou Bruxelas, ja que estamos programando uma viagem de retorno a Europa e estas belas cidades ficam entre dois pontos que queremos rever e conhecer: Paris e Amsterdam? e agora? dificil decisão...e vc tem grande culpa a partir deste post....abraço amiga.

Milena disse...

Denilson, decisão muito difícil mesmo!!! Mas aí depende do seu espírito e o que você quer ver! Para uma espacada romântica, fico com Bruges e não abro!!! Mas se busca agitação e uma cidade cosmopolita, então a opção é Bruxelas. Espero não ter te confundido ainda mais!
Grande abraço!

cintia disse...

oi oi. obrigada pela passagem la no blog. adorei o seu. e voce me convenceu, sim. sempre quis conhecer bruges e acho que ta na hora! beijao!

Angela disse...

Olá Milena, vim retribuir a visita que vc fez ao meu blog. Que lindo que é o seu, super colorido! Bruges é lindo mesmo, já fui algumas vezes para lá. É pertinho daqui de casa. Gostei muito de conhecer seu blog e já virei seguidora! Beijos e um ótimo final de semana para vc!

Mulher de Fases disse...

Nossa!! Lindo mesmo! Bem romantica e medieval como vc descreveu. As fotos ficaram lindas e c escreveu várias dicas valiosas para quem quiser visitar Bruges um dia. Quem sabe eu vou!!!

Bom fim de semana

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Convenceu muito!
Que lugar especial, belíssima indicação. As fotos são maravilhosas.

Um grande abraço querida.

Márcia Cobar disse...

Opa, conseguiu sim Milena!
Lindíssimas as fotos que tirastes! Ainda não conheço esta pérola de cidade mas espero que em breve eu dê um pulinho por lá!
Abs
Márcia

Erika Saab disse...

Oi, Milena, tudo bem? Antes de tudo, quero agardecer por você ter ido no coffee break me avisar do problema nos comentários do Chá, eu tava mesmo estranhando por ter gente que comenta sempre e visita o Chá todo dia, não ter comentado nada nos últimos dois posts, acho que deve ter mais gente com esse problema e que deve ser porque recentemente mudei o lay out e mechi muito no html, mas agora eu desativei a confirmação por código e acho que agora não vai mais ter este problema. Se você puder tentar de novo e me dar um toque para eu saber se o problema foi resolvido, ficarei muito agradecida! Agora, sobre Bruges, a minha mãe esteve nesta cidade no ano passado e quando me mostrou as fotos meu coração deu um salto, me apaixonei pela atmosfera medieval do lugar, lindo de mais! Beijos.

Lu disse...

Aaaaah eu vou, eu vou... quero conhecer tb.

Faltou falar da comida, restaurantes... se é caro...

Adorei as fotos!

Bjao!
http://mavieenrosechoc.blogspot.com/

Milena Fischborn Costa disse...

Obrigada pelas mensagens!!!

Lu, ainda farei outro post sobre Bruges, pois realmente há muita coisa a dizer... Mas em relação aos preços, na minha opinião, considero de uma forma geral os preços caros, mas tem de tudo!!! E a culinária se parece um pouco com a de Lille, que pegou muita coisa da Bélgica, como as moules frites, carbonade flamande (carne cozinha na cerveja) e a cerveja, claro!!!

Jorge Fortunato disse...

Milena
ótimas fotos de Brugge. Quanto ao cão achoq ue é o mesmo sim. Esse cãozinho é o mai s fotografado do mundo. Acho que ele sabe da fmaa que tem. Colocaram até uma almofada para ele ficar ali...rs
Abraços

Neide disse...

Oi Milena tudo bem? tb conheci Bruges, e realmente é uma cidade linda!! eu achei tudo caro em Bruxelas. beijos

Raquel M.B.G. disse...

Oi Milena, vendo suas fotos, tenho certeza de que também voltaria lá...ainda mais que fui sozinha, tenho que voltar com o marido né??? rsrs Bjs

carpe diem disse...

Não conheço ,mas vc me convenceu !!
Linda cidade e fotos magníficas!!Gosto quando vc traz a história e curiosidades dos lugares,a gente aprende.Mais lugares,SVP.

Ana Luisa disse...

Estive em Bruges este ano e encontrei o mesmo cachorro, na mesma janela! hahaha E nem tinha visto seu blog antes! Estou aqui lendo e matando saudades.
Realmente é um lugar lindo!!!