quinta-feira, 22 de março de 2012

Nota pessoal

Fanatismo
Intolerância
Morte
Tristeza

Eh inadmissível que em uma república democrática, em um país dito de liberdade, igualdade e fraternidade, esses três preceitos não sejam respeitados por alguns e inocentes continuem sendo assassinados por suas conviccões religiosas e/ou seus engajamentos na defesa dos ideais do país.

(Muita tristeza pela morte de 7 pessoas inocentes assassinadas a total sangue frio e de uma oitava entre a vida e a morte. Do nono e principal responsável não tenho nenhuma pena, muito pelo contrário, seu "desaparecimento"* me traz um profundo alívio).

Eh só isso que tenho a dizer hoje.

* existem muitas palavras em francês para falar da morte, e uma delas é o nosso equivalente francês do verbo desaparecer em todas as suas conjugações e variantes.

5 comentários:

Ma Petite Lima disse...

Triste d+...
Bjinhu
Joanna

Vanessa à Paris disse...

Apesar da revolta, acho que matar o cara não era a melhor solução.
Com certeza ele não esta sozinho, com todo aquele armamento.
O melhor seria te-lo prendido e interrogado. Poderíamos aprender muito e talvez evitar catástrofes futuras.

Mirelle Siqueira disse...

morte de criança é sempre muito triste, quase tanto quanto o circo que midia e imprensa fazem em cima do assunto. o que eu penso sobre o que aconteceu é exatamente o que ta escrito nesse texto aqui:

http://www.lexpressiondz.com/edito/150581-outrance.html

Tatiana disse...

Mi querida, não tem como nao nos revoltarmos cada vez que vemos atos tão covardes sendo realizados, ainda mais quando envolve crianças.
Deus me livre, mas tambem prefiro ele mortinho da Silva.
Bjks.

Celia disse...

Realmente lamentavel!!! Uma coisa que mexeu com o mundo. Os inocentes, principalmente as criancas, pagam pelo fanatismo de outros.
Boa semana. Bj