sábado, 24 de março de 2012

As mais belas pontes de São Petersburgo

Quem acompanha as minhas fotos desde que vim morar na Europa sabe que sou chegada em uma ponte! A maioria das cidades européias (pelo menos as que tenho visitado) são cortadas por cursos d'água, e se Paris é ainda mais linda com o rio Sena, outras cidades famosas por suas pontes são Amsterdam e Veneza. Inspirado pela topografia de Amsterdam, Pedro o Grande ordenou a canalização de inumeros cursos d'água para "secar" o terreno pantanoso de São Petersburgo, que é organizada ao redor de uma rede de canais e rios, o que faz com que estejamos sempre perto da água e sentimos a sua presença. Quando estivemos lá, no final do inverno, as águas estavam ainda congeladas e uma bruma nos dava uma impressão quase sobrenatural...

E todos esses canais e rios são repletos de pontes ornamentadas de decorações e esculturas, umas mais belas do que as outras! Os livros indicam um passeio de barco para apreciá-los, mas com o frio e o gelo os barcos de turismos não estavam circulando. Desta forma optamos por sair em busca das mais belas pontes de São Petersburgo a pé. Uma verdadeira caça ao tesouro, onde a gente sempre sai ganhando!
 Ponte do Tenente Schmitt
Reconstruida entre 1936 e 1938, ela conservou o parapeito com seus ornamentos em forma de cavalos-marinhos.
 Ponte aos Leões
Uma das mais antigas pontes suspensas da modernidade, construída em 1825-26 (quando começou a febre na Europa), cujos cabos são mantidos por 4 leões.

 Ponte do Banco
Contruída na mesma época e pelos mesmos arquitetos que a ponte aos Leões. Para mim aqui são ainda leões, mas com asas! Seu nome se deve ao antigo banco que se situa ali em frente, e que pelo que entendi hoje seria a faculdade de economia  e finanças.
 Ponte do Palácio
A mais central, que liga a ilha Vassilevski ao continente.

Ponte da Trinidade (1897-1903)
Com seus 10 arcos, é célebre pelos seus lampiões (postes de iluminação publica).

Fotanka é um rio natural que nasce e deságua na Neva, fazendo toda uma volta pela cidade de quase 7km! Ele costeia o "jardim de verão", que infelizmente estava fechado para reformas (deve abrir nesse verão 2012).
Ponte Panteleïmon, com suas águias douradas bicéfalas (símbolo do poder imperial), no melhor estilo império russo! Ali pertinho fica a igreja São Panteleïmon, uma das mais antigas da cidade, realizada pelo mesmo arquiteto da Fortaleza Pedro e Paulo (ainda não pude escrever sobre), em estilo barroco alemão.

Outras não são pontes, mas são importantes do ponto de vista aquático, como as duas Colunas "rostrales", pintadas de vermelho serviam como farol. Em cada uma existem duas estatuas seguindo o modelo da antiguidade, personificando 4 grandes rios russos: a Neva, a Volga, o Dniepr e o Volkhov.

Ou do ponto de vista puramente arquitetônico, como os dois imposantes Sphinx diante da Academia de Belas-Artes, de frente para a Neva, na Ilha Vassilevski.

(ainda na Ponte do Banco)
Infelizmente não consigo recordar o nome de todas as pontes e nem pude visitar todas que gostaria...
Algumas ficaram para a próxima viagem!



9 comentários:

She disse...

Olá Milena! Simplesmente perfeito o seu comentário, contribuiu muito, obrigada! Adorei! Assim podemos conhecer o passo a passo de tudo, show! ;) Obrigada por compartilhar!
Quanto ao seu post... Sempre ADORO! Sempre aprendo alguma coisa e tenho verdadeiras aulas de foto e história!
Beijo, beijo e excelente semana!
She

KINHA disse...

Olá Milena

Conhecer este país incrível está nos meus planos, mas...no verão...

BJ00000000000...............
www.amigadamoda1.com

Liza disse...

Cada foto de tirar o folego, Milena!!
Super Lindas, morro de vontade de conhecer a Russia mas apesar de todo o charme da neve pra mim so no verao. rs

Beijao!!

Mulher de Fases disse...

Fotos maravilhosas! Que interessante.. Nunca, nunquinha tinha parado pra pensar sobre esse seu interesse sobre pontes, bem peculiar. Fiquei pensando aqui com os meus botões se também costumo fotografar algum tipo de coisa específico nas minhas viagens, já que tento captar todos os detalhes de tudo, mas não me veio a mente nada!

Bjs e Boa semana

Allan Robert P. J. disse...

Pontes são interessantes. Pontes ligam e criam expectativas. Pontes são pontes.

:)
Belas pontes!

Jorge Fortunato disse...

Milena
Eu imagino essa cidade no auge da primavera ou outono com outra luz, deve ficar ainda mais interessante. Simplesmente demais as pontes. A Europa tem essa coisa mágica das pontes. As minhas preferidas são Alexandre III e Pont des Arts (Paris), Ponte Carlos (Praga), Ponte das Correntes (Budapeste). E em breve....

Milena F. disse...

She, "são tantas emoções" que não consigo guardar só para mim, preciso compartilhar!

Kinha, Liza e Jorge, deve ser por isso que a cidade fica lotada no verão e calma no inverno, todo mundo deve pensar a mesma coisa! :)

Deborah, eu e as pontés é uma história antiga... Mas além disso tb adoro fotografar igrejas e comida!!! hahaha

Allan, poético...

Alexandre Mauj Imamura (lostinjapan.tk) disse...

eu tb adoro ponte! acho lindo, o formato, o rio embaixo, a decoração, os nomes rs.

que coisa mais linda esse seu post, o rio congelado que forma esse belo tapete branco, essas pontes tão bonitas e com tanta história. gostei demais!

bom dia

Ma Petite Lima disse...

Miii! Que visual, hein.. Amei todas as fotos. Quantos as pontes, desde que fiquei gravida do meu terceiro filho, não consigo me sentir muito confortavel com elas.. Mas a beleza é incontéstavel, ne.. Sempre que viajo, gosto de fotografar comida, bons restaurantes.. essas coisinhas..
Obrigada por compartilhar conosco!
Boa semana e gros bisous!!!
Joanna