terça-feira, 29 de maio de 2012

A difícil arte da convivência

O dia a dia de um casal não é fácil não... Como se não bastasse as diferenças entre homens e mulheres, acho ainda mais complicado quando se trata de duas culturas diferentes... Quando falo de cultura não quer dizer somente que cada um tenha sido criado em países diferentes, pode até ter sido na mesma cidade, mas com valores e prioridades diferentes!!!

Aqui tentei fazer uma listinha do que me incomoda aqui em casa. A lista poderia ser bem mais longa, mas só listei as 10 coisas que me incomodam essa semana :D

1. Ele acha que está em um comercial de pasta de dente quando escova os dentes! A quantidade que coloca sobre a escova é enorme, com aquela voltinha e tudo!!! Quando vejo, fico tão irritada, digo que não é necessário tanto assim, mas ele me diz que não somos tão pobres assim para economizar no creme dental!!! Sem contar que não é um mito, aqui em casa o homem aperta os tubos no meio!!!

2. Essa diferença da "economia" é algo que me irrita... Sei lá, cresci onde não se esbanja nem desperdiça. Por exemplo, durante toda a minha vida tinha de tudo à mesa: carne, diversos acompanhamentos quentes e frios. Nunca faltava nada, a gente podia repetir, mas tinha que comer de tudo!!! Claro que se alguém não gosta de brócolis pode pular o dito cujo, mas ninguém podia comer apenas a carne ou apenas a alface. Aqui ele acha que cada um tem o direito de comer o que quiser. Foi criado em uma casa na qual se tinha bife e batata frita, quem quiser podia comer só o bife, o outro podia comer só a batata. 

3. Existem tantas delícias na França, e uma delas é o croissant! Durante a semana não temos tempo de comprar e também não é muito saudável comer todos os dias, mas no final de semana costumamos fazer um café da manhã desse tipo! Eu adoro aquela massinha de croissant fresquinho... mas ele "estraga tudo" pois a sua forma de comê-lo é molhando no seu chocolate quente! Eu acho horrível, me dá até náuseas de ver aquele croissant todo molengo mergulhado na tijela (pois francês que é francês bebe o seu chocolate quente da manhã na tijela, não em uma xícara!!!), com todos os pedaços para todos os lados!!! O mesmo também acontece com o pão com geléia ou outras misturas.

4. Eu adoro pão e me acostumei com o pão nas refeições... Mas o meu pão eu corto com a faca e não sobra uma migalha sobre a toalha. Mas o lado dele da mesa fica parecendo que sofreu uma guerra! Para começar ele vai cortando o pão com a mão e os pedaços ficam espalhados pela mesa! Não sei como alguém consegue fazer tanta bagunça assim para comer!

5. Ele pode fazer tudo o que peço, mas para tudo ele precisa escutar a palavrinha mágica "s'il te plaît". Podem estar certos que se a gente não usa essa regrinha com um francês, ele vai responder de má vontade, e é o que geralmente acontece com os turistas que chegam aqui, não usam essa fórmula e geralmente recebem umas "patadas" dos interlocutores franceses. E não adianta eu tentar explicar que em português do Brasil temos outras fórmulas de educação para pedir alguma coisa, como o condicional, por exemplo, e que é bem educado (tudo vai depender do tom), ele insiste em pensar que falta um pouco de educação ao brasileiro porque não falamos "por favor" de forma suficiente! 

6. Mas ok, em 90% do tempo eu tento usar essa fórmula do por favor em casa (e com colegas, na rua, etc). Adoro alguns pratos e bolos que ele faz, então de vez em quanto peço: "você poderia me fazer aquele prato X que eu tanto adoro, por favor?". Ele vai fazer com toda a boa vontade do mundo... Mas ele vai sempre inventar alguma coisa nova, um ingrediente diferente que vai mudar completamente o gosto do prato, que já não será mais o que eu tinha pedido, mas algo completamente novo!!! E eu fico ali na maior decepção, pois passei o dia inteiro (às vezes a semana toda) sonhando com aquilo! Então ele insiste que o que vale é a intenção, mas para mim, eu cresci acreditando que de boas intenções o enferno está cheio!

7. Dinheiro: ele nunca tem dinheiro na carteira, geralmente apenas algumas moedas. Então, quando vamos a um restaurante ou espetáculo (aqui é de "bom tom" deixar gorjeta para a pessoa que mostra o nosso lugar nos espetáculos), por exemplo, sou sempre eu quem tem que deixar a gorjeta... Tudo bem, tudo sai da mesma conta, mas não entendo como a pessoa pode ser tão desligada assim! Ou então, a gente viaja e eu insisto para que ele retire dinheiro antes da viagem (meu cartão tem um número limitado de saques por mês, se eu utilizo mais tenho que pagar taxas extras, e o dele é ilimitado). Telefone, envio SMS, sinais de fumaça... Ele pode chegar ao cúmulo de me fazer entender que sacou dinheiro. Depois, quando percebo que não, ele insiste que não preciso me estressar, que existem caixas automáticos em todo o canto... Ele até pode ter razão, mas uma vez estávamos em uma cidade da França, tentamos retirar dinheiro no domingo e o dinheiro não saiu!!! Ficamos sem dinheiro naquele dia e ainda tivemos todo um transtorno na volta para provar que a máquina não tinha nos dado o dinheiro! Outra vez foi em uma cidade da Bélgica: nossos cartões são Visa e tivemos que correr a cidade atrás de um caixa eletrônico Visa, que não era fácil de achar. 

P.S.: quando ele tem uma nota com ele, de 20€, que é o máximo que ele retira de cada vez, ele dobra a nota em tantos pedaços para colocar em sua niqueleira!!! Ele nunca ouviu falar que uma nota de dinheiro pode ser colocada sem dobrar na carteira (e ele tem uma bonita carteira que usa para guardar documentos e cartões, nada mais). Tenho verdadeiro horror de notas amassadas, sem contar que atrapalha a vida do caixa do supermercado que precisa "passar" a nota com as mãos para guardá-la, e na hora de contar, então? As máquinas não contam corretamente dinheiro amassado, e o bancário precisa "alisar" diversas vezes a nota para que ela passe na máquina, e a fila atrás vai crescendo. Ou seja, um depósito em banco que poderia levar apenas alguns segundos pode levar muitos minutos se as notas estão amassadas.

8. Ainda com o dinheiro, eu sei que sou ultra-rígida e cheia de manias. Sei quanto temos de contas para pagar e em média quanto gastamos em despesas de alimentação e lazer, e concordo que o resto a gente coloque na conta de economias. Mas ele não calcula nada e coloca tudo na conta de economias e vai tirando aos poucos! Para mim, conta economia é para não mexer, a não ser em emergência ou quando estamos economizando para uma aquisição especifica, mas não adianta colocar todo o pagamento lá e cada dia transferir 100€! Sem contar que acho que o extrato fica todo "poluído" com tantas "linhas" para lá e para cá. Fica bem mais complicado e demorado para verificar um extrato em caso de erros com tantas linhas de entradas e saídas. 
Outro exemplo, quando voltamos da Russia tinha sobrado uns 200€, ele me perguntou o que fazer e eu disse que a gente guardasse e usasse nas despesas do mês: isso nos evitaria de fazer pagamentos em cartão ou retirar dinheiro, sem contar que no final de semana seguinte partiriamos a Lille. Ele concordou com os meus argumentos. Dois dias depois eu olho a conta e ele tinha depositado os tais 200€!!! Não acreditei! Até hoje ele não sabe me explicar por qual razão fez isso...

9. Memória: Quando fomos passar uma semana de férias em Biarritz, eu o sugeri de levar as duas novas bermudas que tinhamos comprado naquela semana, a verde e a xadrez. Ele achou uma boa idéia, mas eu reparei que na metade da semana ele ainda estava usando todos os dias a mesma... Perguntei: porque não veste a bermuda xadrez? Quem diz que ele lembra de ter comprado a tal bermuda? Jurou de pé junto que só tinha a bermuda verde! Perguntei então porque ele concordou quando falei que ele poderia levar as DUAS, ele me disse que achou que eu tinha me confundido! Não é mais normal dizer: querida, vc fala de que outra bermuda, a única que compramos foi a verde? Mas não, ele acha que estou enlouquecendo mas não me confronta com a realidade. Obvio que chegamos em casa e a bermuda estava lá.

10. Ele adora falar, fala tanto que muitas vezes me deixa atordoada. Se estou tranquila lendo um livro ou no computador, ele faz o mesmo, mas fica fazendo comentários em voz alta (puxa! não acredito! não é possível!  Isso quando ele não vem me interromper para me ler alguma informação em voz alta). Outro exemplo de  conversa:
Eu tranquila no sofá com meu delicioso livro:
- (ele) Lembra do Michel?
- (eu) Sim.
- Aquele que conhecemos na casa da Marie.
- Sei.
- O Michel com quem fomos jantar no restaurante X.
- (eu sem paciência e sem mais poder me concentrar na minha história:) Já disse que sei quem é!!! Desembucha logo, o que tem o Michel???
Silêncio. Ele não conta mais nada. Ficou brabinho e o único jeito é insistir com muito carinho, beijinhos, etc... Duas horas mais tarde:
- Ok, eu te conto, vi o Michel hoje.
- Ah bom? E o que ele conta de novo? Como ele está?
- Não sei.
- Como assim?
- Eu vi de longe, acho que era ele. Ele estava de um lado da plataforma do metrô, e eu de outro, na direção oposta.

O que essa informação vai me acrescentar ? Não era mais fácil resumir: "hoje vi de longe o Michel, ele estava de um lado da plataforma do metrô, e eu de outro, na direção oposta."
(tá certo, implicamos um com o outro mas não conseguimos ficar um segundo separados!)

E você, existem comportamentos do companheiro (a) que não lhe agradam? 
Como vocês lidam com isso no dia a dia?

22 comentários:

Maira disse...

Milena, eu passaria horas aqui descrevendo cada particularidade do meu amado esposo, mas ando tão resmungona nestes ùltimos dias, vou amenizar o contexto. Concordo que muitas das particularidades do seu Sylvain, o meu tb possui, vai ver que é habitude dos Sylvains, essa das notas ... Sylvain tira 200 euros em cédulas de 20e e dobra cédula por cédula, acreditas?

S. W disse...

Milena, isso já rendeu tantas Dr's lá em casa. A principal é a falta de organização e "feeling" dentro da casa. Digo: tirou, usou, limpo, colocou no lugar. Eu fui criada assim. Ele: usou, largou e vai ficar ali forever largado no meio da casa. Isso com tudo, com algo que ele tira pra comer e larga em cima da mesa, a xicara que tomou café e ficou na mesinha da sala, a camisa que ele vestiu e nao gostou e largou na cama, a toalha que se secou e pendurou no guarda roupa. Quero morrer com isso, dá vontade de chorar. Eu vou recolhendo atrás, mas também chuto o balde.

O tal do feeling é a pro atividade em fazer coisas que precisam ser feitas. Por exemplo pendurar um quadro na parede pode demorar meses. Acabar a pintura da casa já tem 1 ano, mesmo que eu bata na mesma tecla todo dia, ele diz que faz parte da personalidade dele e a vida segue.

beijos

Sandra disse...

Milena, me identifiquei com a pasta de dentes e com o pão! Da pasta de dentes nem ligo mais... Na hora de comer o pão, que já vai fatiado para a mesa, eu não sei como ele consegue deixar o lugar que ele senta cheio de migalhas espalhadas pela mesa e pelo chão!!
Quanto a roupas é a mesma coisa: ele simplesmente não lembra..hahaha. daqui a alguns dias vamos viajar e eu já estou falando a tempos que ele precisa de uma nova bermuda, e ele vai deixar para comprar na ultima hora, isso também me irrita!!

Wilqui Dias disse...

kkkkkkkkkk EU juro que nao queria ri, juro mesmo!! Mas olha vc pode ser candidatar pra ser canonizada que rola numa boa juro!!!
Seria tragico se nao fosse comico, muito engracado esses topicos rsss.
Eu nao sei se épor que casei a pouco tempo, 1 ano apenas, o maridao ainda tem meio que vergonha de mim, nao bagunca nada, super ajuda em casa, as tarefas sao mega ultra divididas e cada um faz sua parte(claro as vezes ele termina rapido demais as tarefas dele, mas eu fiscal vou la coferir se ta feito mesmo kkkkkkkkkkkkk. e num é que ta!!!) Espero que ele nao mude, aqui as economias ainda nao sao dividias ele paga tudo, por que até entao eu nao trabalhava, comecei esse mês, mas ja conversamos que vamos dividir as contas, e eu concordo, vamos ver no que dá, olha boa sorte ai pra vc, muita hora nessa calma e forca na peruca com muito amor!!! bjs

KINHA disse...

Olá Milena

Passando para matar as saudades

BJ00000000................
www.amigadamoda1.com

lidianorte disse...

Morri de rir aqui! =P

Acho que, independentemente de terem sido criadas em culturas diferentes ou não, duas pessoas convivendo juntas sempre vai dar em um atritozinho ou outro... Me identifiquei demais com o lance da pasta de dente, só que aqui em casa quem coloca "pasta em excesso" na escova sou eu! Hehehe... O meu namorado fica reclamando, dizendo que a dentista dele já garantiu que não precisamos usar muita pasta e que as marcas de pasta-de-dente acabam mostrando muita pasta na escova nas propagandas para que nos acostumemos a usar muito. Aí eu respondo igual ao seu marido! Hahahah! Eu não sou tão pobre assim pra ficar regulando pasta, tenha dó! =D

Beijos,
Lidia.
www.lidianorte.wordpress.com

Enaldo disse...

Bom, não vou entrar aqui profundamente no Clube das Mulheres, mas:

a) diz para ele que a sacarina do dentefrício provoca câncer que ele vai reduzir a quantidade;

b) eu acho que ele tem direito de resposta;

c) a minha namorada é a melhor do mundo e se tiver defeitos eu os amo também (viu, que romântico?rs...)

Jorge Fortunato disse...

Milena
Vou dar um apoio ao Sylvain. Onde está a lsitinha dele? rs
A vida em casal só é boa se tiver essas implicâncias. Se não tiver isso, não é um casal.
Beijos

Tatiane disse...

kkkkkkkkkkkkkkAdorei!
Algumas coisas eu me identifico com o seu marido kkk eu sou bem desorganizada, porém a coisa do pao com a mão aqui é igualzinho!!!!!!!!!! e dobrar as notas tb!

Lulu disse...

kkkkkkkkkkkkkk Milena, muito engraçado esse topico..; tb me indentifiquei com algumas coisas, apesar do Théo ter outros defeitos rs.

Mas te digo uma coisa. Voces sao normais!! isso sim é um casal de verdade, nao é um casal de aparencias, q na frente de todos parecem super perfeitos e nao gostam de falar de nada da vida pessoal. Eu acho voces muito verdadeiros, podemos conversar numa mesa de jantar sobre nossos "causos" de casais sem frescuras :)

Agora to querendo saber oq o Sylvain escreveu na lista dele sobre vc kkkk

Bjinhos

Lis Alves disse...

As delicias do casamento,kkkkkkk
Se eu for listar,não paro hoje,mas enfim,convivencia é complicado mesmo.
Eu ando num stress aqui em casa de dar medo,kkkkk
Beijos.

Line disse...

Haha!
Eu até parei de listar as coisas que me irritam, rs. Acho que finalmente estou me acostumando, mas neste exato momento, por exemplo, ele acaba de me trazer um copo de suco cheio até a boca, quase entornando, como sempre...rs
Mas também sou cheia de manias, então ficam elas por elas!
Beijo!

Bárbara Carolino disse...

Oi, sou nova aqui, acabei de conhecer seu blog e estou amando, acho que e mal de frances ne, meu maridinho e alsacien, e também faz as mesmas coisas, deixa tudo espalhado, o dinheiro também e todo dobradinho, rs, e a sujeira que faz para comer um pão, geralmente, nem usa prato corta o pao em cima da mesa deixando migalhas por toda parte. Kkk, bom como eu também tenho meus defeitinhos, o jeito é relevar, mais que irrita , irrita. Bisous

Priscila disse...

Falei para Yann sobre o croissant no chocolate e ele disse que a geral faz isso na França,no chocolate ou no café,porque o croissant deles é sem gosto.

Milena F. disse...

Maira, algumas manias devem ser de francês, outras de "Sylvains" mesmo!!! kkkk

S.W., ao menos o meu chéri não é muito desorganizado, mas ainda assim temos divergências... Eu detesto fazer faxina e faço de tudo para sujar o mínimo possível, mas ele "esquece" e caminha com o calçado sujo pela casa, come pão ou bolo (cheio de migalhas) na sala, então não temos como fugir e tem que ter faxinão com mais frequencia do que eu gostaria!

Sandra, essa do pão creio que é unanimidade! Quem diz que eles lembram do que possuem no guarda-roupa???

Wilqi, isso que é relacionamento perfeito! Continuem assim!!!

Lidia, vc tem razão, onde tem convivência tem sempre um pouquinho de discórdia...

Enaldo, será que todos os homens pensam assim? Ele me diz que ama mesmo os meus defeitos!!!

Jorge, Sylvain ficou todo contente com a possibilidade de dar a sua revanche! Vamos aguardar!

Tatiane, fico contente em saber que não sou a única que "sofre" com essas questões de dinheiro dobradinho!!! :)

Lu, vc é muito gentil!!! Vamos esperar a lista do Sylvain será uma surpresa até para mim!!!

Milena F. disse...

Lis, "as delícias da concivência"... A gente vê de pertinho as qualidades e defeitos do outro, daí para colocar em uma balança e julgar, é apenas um passo!

Line, seu exemplo até poderia entrar na minha lista! Ou ele que lava a louça com água fervente saindo da torneira (fervente, não quente!), e quando abro a torneira logo após queimo as mãos com a água que ficou no encanamento!

Barbara, o pão ganhou de longe nos problemas entre brasileiros e europeus!!! Vc tem razão, o jeito é relevar, cada um com os seus defeitos e tentamos conviver assim se queremos vida longa ao relacionamento!

Priscilla, alguns dizem que o croissant não tem muito gosto, pois não tem recheio como um pain au chocolat ou aux raisins, mas ao mesmo tempo molham esses últimos tb, assim como o pão com geléia de morango ou nutella... Já o meu marido e alguns amigos dizem que gostam da sensação na boca dos alimentos molhados na bebida... Eu já fiz isso quando era criança, e justamente por lembrar o gosto tenho verdadeiro horror e não consigo aceitar!!!

Gisa disse...

huahuahua... a cena do pao acontece igualzinho aqui em casa! Nunca vou entender essa mania que europeu tem de "rasgar" o pao. Pra que fazer tanta sujeira?? Nao entendo!
O lance da carteira tambem: ele nuncaa leva carteira, sò uma especie de "gancho" que prende os cartoes e o dindin. Resultado? Ele vive perdendo dinheiro. Eu digo pra ele usar carteira... e ele me ouve? Naaaaao!
rsrrsrrsrs

Mona Gouvea disse...

Certo,frances é um pouco diferente,mas homens são todos iguais,abraço.

Gisley Scott disse...

O meu é assim:

1)coisas que não precisam ser feitas aqui e agora, ele se afoba pra fazer, parece que vai ser o fim do mundo se ele não fizer naquele momento!


Coisas que precisam ser feitas com antecedência para que não haja problemas lá na frente, ele não faz. Isso me deixa louca! Tipo, quando nos mudamos onde moramos atualmente, pedi que ele perguntasse ao realtor se eles iriam limpar a casa ou se nós tínhamos que vir antes do dia da mudança e limpá-la.Ele me disse por inúmeras vezes que a casa estaria limpa.Chegamos no dia da mudança e casa estava imunda!!! Ai que eu tive tanto ódio! Pq mudança é um estresse por si só, e vc agora vai ter que limpar a casa primeiro pra só depois transferir seus pertences.

2) fala com alguém a primeira vez no telefone e não salva o número[nisso ele sabe que vai precisar falar com aquela pessoa de novo].Aí vai no histórico passando de número em número e tenta se lembrar quando foi que ele ou o fulano ligou um p/ o outro. AAAAAAAARRRRGGGGHHH!!!!Me diz se isso não dá muito mais trabalho?


3)Trata o cachorro como criança!!! 0.o! Quer que o cachorro durma na cama conosco, mas aí eu fiz uma pesquisa e descobri que isso era cultural, pois 53% da população americana faz o mesmo.

Bom, vou parar por aqui, lol!!!!

Flavia disse...

Rs não tinha lido esse post morrendo de rir aqui.Essa história de molhar o carboidrato no café meu tio fazia isso dava um nojo rsrsrs.Mas a minha lista resumida não ficar por menos de 20 itens viu rs.Beijocas

Dininha Torres Luize disse...

Milena,adoro teu blog e o jeito como escreves é delicioso!
Mas posso te dar um conselho, de gaúcha p/gaúcha? Se tu amas teu marido, tenta não envenenar a relação com essas picuinhas! Se ele gosta de rasgar o pão ao invés de cortar, por exemplo, é a preferência dele!
Não fica remoendo essas coisas cotidianas,elas crescem e se tornam algo impossível de controlar!
A vida é curta demais, procura vivê-la aproveitando cada coisa boa!
Ou faz como eu, fica sozinha e não vais te incomodar com mais nada! Moro com meus filhos, mas como foram educados por mim, compartilhamos os mesmos hábitos e preferências!
Se eu sinto falta de um companheiro? Sinto, mas prefiro assim a ter de brigar a cada vez que o tubo de creme dental está esmagado no meio!
Resumindo: não se pode ter tudo ao mesmo tempo!
Bjs

Comer e Coçar é só começar disse...

Ahauahau Milena
Estou aqui morrendo de rir e te apoiando na sua causa.
Pão molhado no café não é exclusivo dos franceses, o Italiano lá de casa também faz, e faz piir que é molhar na Xicará de granola misturada ao suco de laranja. Nem olho para não passar mal.
Bagunça à mesa? A pessoa lá de casa não consegue fazer uma refeição se jogar beterraba ou vinagre balsâmico na toalha. Minha sogra que já está acostumada com a bagunça faz várias recomendações a ele, mas não adianta. kkk
Dinheiro: O meu trabalha a 50km do Centro do Rio e longe de bancos então sou eu que saco dinheiro para ele. Ao invés de colocar na carteira ele guarda no armário e no fim das contas temos que pagar as coisas no cartão de crédito ou com meu dinheiro.
E dentre as outras coisas que li, sabe o que concluí? Homens são todos iguais, em qualquer nacionalidade ahhaha