terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Museus de Dijon

Uma excelente descoberta é que os museus municipais de Dijon são gratuitos! E alguns de muito boa qualidade! Então não temos essas desculpas de que "arte é caro" ou "cultivar-se é caro". Todo mundo pode! basta escolher o seu estilo e pronto!

Museu de Belas Artes 
Enorme e quer ser novamente um dos melhores da França após as reformas que devem ser concluídas em 2013. Por enquanto muitas salas estão infelizmente fechadas ao público. A idéia do Museu é "dialogar" arte e arquitetura, já que ele se encontra no prédio do antigo Palácio Ducal (podemos visitar as antigas cozinhas em estilo gótico civil).
A coleção é enorme, passando pelos primitivos italianos, arte na Europa (Titien, Rembrandt, Bassano, esculturas de Rude), e entre os modernos: Pompon é claro (com uma sala inteirinha dedicada a ele!), Manet, Sisley, Boudin, Picasso, etc.
 Louis XIII, pour François Rude
 Jan Brueghel


 James Tissot

Pompon (qualquer semelhança com o urso do Musée D'orsay não é mera coincidência!). As crianças adoram, pois ele tem um estilo super lúdico.



Museu da Vida Bourguignonne
Fui no último dia, 2 horas antes de fechar, simplesmente porque tinha sobrado esse tempinho, mas ADOREI!!! geralmente não gosto desse tipo de museus, mas esse é realmente muito bem feito e interessante, reconstruindo a vida dos moradores no século XIX, com uma excelente representação de bonecos em cera muito bem-feiros, além de toda uma galeria que reconstituia lojas antigas, com objetos verdadeiros! Uma parte do segundo andar imitava uma rua com diversos comércios (farmácia, atelier de costura, de peles, açougue, mercadinho). Uma verdadeira atmosfera da época! As crianças que estavam lá estavam realmente encantadas, assim como eu!





Ele fica no antigo monastério Bernardines.
Museu arqueológico de Dijon
Localizado na ala principal da antiga abadia benedictina ao lado da Igreja St Benigne. Podemos visualizar peças da pré-história até a Idade Média. Todo um andar acolhendo as esculturas da época romana. A visita se termina pelo térreo, com um ambiente um pouco sinistro que pode deixar alguns visitantes com medo, mas que me deixou com aquela sensação gostosa de friozinho na barriga! Uma coleção de esculturas em madeira datando de antes da ocupação romana! Monumentos funerários e fragmentos que representavam a vida nessa época tão distante dos nossos dias...






Museu de Arte Sagrada
O menos interessante para o meu gosto, mas já que era gratuito e colado ao Museu da Vida Bourguignonne, fiz uma volta em 15 minutos. Ele é instalado na antiga Igreja Sainte-Anne, com seu domo verde que vemos de longe na cidade.  Trata-se de uma construção "redonda" de uma peça principal, por isso é possível dar uma volta completa em pouco tempo se não olharmos atentivamente os detalhes. O museu apresenta esculturas, pinturas, móveis e vasos litúrgicos, assim como uma coleção considerada importante de relíquias santas, roupas e ornamentos litúrgicos.


Feliz da vida por ter feito tudo o que eu queria no espaço de um final de semana!

4 comentários:

Nadja disse...

Moça!!! Amei suas fotos, seus relatos e já virei sua seguidora!!! Que tudo de bom aí, hein???? Ainda vou conhecer um dia!!! :)

Vanessa à Paris disse...

Que maravilha.
Bom saber que os museus são de graça.
Vou anotar todas as dicas.

Milena F. disse...

Nadja, seja bem-vinda!

Vanessa, tudo gratuito! Apenas o Puits de Moïse era pago, e apenas 3.50€ por pessoa! Viagem supereconômica, do jeito que eu gosto!

She disse...

Uau! Que post rico de cultura e imagens, amei! Belas imagens e momento! Parabéns! ;)
Beijo, beijo!
She