sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Arte nas escolas de Paris

Qualquer semelhança com o layout do blog não é mera coincidência!!!


Aproveitando que o dia nos namorados por aqui está perto, uma homenagem ao meu chéri, que recentemente teve uma excelente avaliação do seu trabalho...

As crianças parisienses têm muita sorte, pois na cidade de Paris existem professores especializados em artes plásticas no nosso equivalente "da pré-escola à quarta-série" (além de aula de música e educação física). No restante da França, geralmente é o próprio professor que deve se encarregar de todas essas disciplinas.

Existe, é claro, todo um programa a ser seguido, mas a utilização das técnicas vai depender de cada professor, do budget... Por exemplo, Sylvain até então trabalhou muito mais em escolas ZEP (zona de educação prioritária = dificuldades), e nessas escolas geralmente o orçamento para material é bem mais importante. Atualmente ele também trabalha em uma escola que não é ZEP, e o budget por aluno é 10 vezes menor!!! 

Sylvain utiliza muitas técnicas diferentes mesmo com as crianças menorzinhas. Por exemplo, ele fez um belo trabalho sobre iluminuras medievais que foi exposto no ano passado e até o prefeito de Paris visitou e elogiou! Foi um trabalho relativamente longo pois é composto de diversas etapas: tem a parte teórica (história da arte) para contextualizar, depois entram as técnicas, que eu nem saberia citar todas: envelhecimento do papel, o desenho propriamente dito, pintura, caligrafia medieval... E para cada desenho a criança ainda deveria criar uma lenda...


 Trabalho em torno do tema do Cavalo de Tróia:



Pompéia:

Toutankhamon:

Ilha de Páscoa

Esse trabalho foi desenvolvido por uma criança em desenvolvimento "na média" para a sua idade
E esse foi um excelente resultado de uma criança com muitas dificuldades (cognitivas)

O objetivo primordial é abrir-se para o mundo da arte. Vale ressaltar que o objetivo não é copiar as obras, mas observá-lasconhecê-las,   interpretá-las, para depois expressar-se utilizando as diversas técnicas (fusain, aquarela, acrílico, etc...). Sem contar o trabalho de motricidade fina (ainda mais com os menorzinhos) e perspectiva.

Henry Moore:
 Mondrian:
Grafismo:
A partir da observação dos colegas em poses diversas
Brancusi:

E como uma das especialidades dele é a escultura, aqui vai uma Vitória de Samotrácia estilizada que ele fez em 10 minutos para ilustrar uma das aulas...


Esse trabalho sobre "rostos" ele realiza com as crianças com câncer no cérebro que se encontram no hospital (um grande centro de tratamento de cancer na região parisiense, que recebe crianças do mundo todo)... Eh um trabalho difício do ponto de vista didático pois geralmente ele não pode "seguir" os alunos, acompanhá-los  a médio ou longo prazo, então tem que ser algo rápido, e que possa ser continuado por outra criança na semana seguinte (por exemplo, a escultura foi realizada por uma, e a pintura por outra).


Adoro o Egito, ainda mais os gatos egípcios, então há duas semanas ele usou esse tema com as crianças do centro de lazer. Cada uma queria fazer um mais bonitinho para mim! O contexto do centro de lazer é bem diferente da escola, pois não existe um programa específico a seguir (existem projetos, metodologia, resultados, é claro, mas é tudo mais livre, as crianças não estão em contexto escolar e não são avaliadas). Trata-se realmente de um contexto de lazer, ou seja, a criação é livre e não são os alunos que ele segue em curso.
Adorei os rabinhos

Confesso que não sei fazer nada... Prefito ficar na teoria, e ainda assim sou limitada! Quem sabe um dia crio vergonha na cara, venço o medo e mergulho nessa aventura?

15 comentários:

Sandra disse...

Lindíssimos os trabalhos!!! E maravilhosa a iniciativa francesa no engajamento de crianças no mundo das artes. A arte tem uma importância tão grande, não só no currículo escolar, mas como produto de transformação humana. Amei!! Queria eu ter esse dom. Beijosssss

Carla S disse...

Que trabalho maravilhoso!!!
Eu diria mais, Espetacular, Emocionante e Humano... Parabéns, de coração

Vanessa B. disse...

Clap, Clap, Clap - Aplausos para o Sylvain!!!. Um trabalho "remarquable". "Chapeau l'artiste" que sabe transmitir sua arte e sua paixão às crianças em dificuldade.

Milena F. disse...

Sandra, eu nunca fiz nada parecido na minha época de escola, mas Sylvain garante que qualquer pessoa pode atingir excelentes resultados (inclusive eu!). Mas já ser um grande "artista" é diferente, pois vai envolver criação e inovação, entre outras coisinhas mais...

Carla, direi a ele, que vai ficar muito contente!!!

Vanessa, engraçado que no relatório da inspeção que ele recebeu recentemente, o inspetor escreveu essas palavras "remarquable", "Excellent". Agora eu tenho que conviver com o ego dele nas alturas!!! Merci :)

Fernanda disse...

Poxa, muito bacana o trabalho do Sylvain. Félicitations!

Lulu disse...

Caraca, q maximo.
Mi, tenta. vc tem professor em casa. Quem dera eu ter, pois qndo eu era criança nao tinha nenhum insentivo desses e por iniciativa propria ficava implorando aos meus pais por aula de piano e de desenho.

Quem sabe tem uma artista escondida ai rs
Bjoks

Paris e eu! disse...

Simplesmente MA-RA-VI-LHO-S0!!

Wilma disse...

Que bacana!! lindos trabalhos dessas crianças, que jeito bom de virar gente grande com a ajuda do Sylvain, que trabalho bonito ele faz, Parabéns!!!

Tatiane disse...

Super legal!

Gisley Scott disse...

Parabéns ao seu esposo por ser uma pessoa tão dedicada e tão envolvida com as crianças!Confesso que quase choro lendo esse post, visto que muitos homens hj em dia querem ganhar dinheiro,ser renomeado dentro das grandes empresas e aqui está o seu esposo formando e investindo tempo nos talentos desses pequeninos!

Parabéns aos alunos, à ele e a vc que tenho ctz que apoia à ele.

Bjs

Mila de Illusoire disse...

Lovely post, I love you blog!:-)
Would you like to follow each other? M.

My blog in english:
http://illusoireblog.blogspot.com/

Anônimo disse...

Oi Milena!
Fazia tempo que nao comentava tuas postagens, apesar de lê-las sempre! EU como professora de artes visuais, fiquei realmente encantada com o trabalho que teu marido desenvolve, tanto pelo aspecto estético como também por ver que existe uma grande valorizaçao das experiências artísticas como `parte importante do desenvolvimento humano. Dá até uma certa tristeza em pensar como a arte é pouco valorizada no Brasil e que ainda temos um longo caminho para avanzarmos, começando pela valorizaçao dos profissionais em suas áreas específicas de conhecimento. Enfim, Sylvain está de parabéns duplamente, tanto pelo trabalho que desenvolve como também por ter a sorte de ser valorizado em sua profissao!

Um beijo Milena!!!

Mônica

Milena F. disse...

Meninas, o professor aqui em casa ficou com o sorriso nas orelhas quando falei dos comentários! :)

Gisley, é isso que ele diz odo o tempo... Ele é alguém que detesta esse mundo movido pelo dinheiro... Acredita e foi criado com outros valores.

Monica, trabalhando na área vc entende o que quero dizer, e eu valorizo muito o seu trabalho e de todos os demais professores brasileiros de artes visuais que tentam vencer as dificuldades, principalmente de incentivo. vejo o quanto é mais simples hoje para mim compreender as minhas aulas de história (por exemplo) e o pouco que aprendi em história da arte, pois morando no Brasil e longe dos poucos grandes museus, esse tema é muito abstrato para os alunos. Lembro o quanto as minhas aulas sobre a antiguidade eram complicadas, e hj visitando cidades milenares fica bem mais fácil compreender e imaginar essa outra forma de viver.

Ká entre nós... disse...

adorei o post sobre arte, obrigada!!!!

Enaldo disse...

Excelente! Trabalhos ótimos. Parabéns ao seu marido, vou mostrar para os meus colegas professores de arte nas escolas públicas.