segunda-feira, 9 de julho de 2012

Preguiça mental

Eu sou chatinha mesmo e tem muita coisa que me irrita e que eu não gosto, mas se tem algo que me tira do sério mesmo é a preguiça! Preguiça em todas as suas formas, mas principalmente: preguiça mental, preguiça de pensar, preguiça de aprender, de procurar, de buscar...
Tem gente que eu diria que tem até preguiça de viver!!!

Não tenho paciência! Pronto, falei!

9 comentários:

Inaie disse...

hmmm...eu adoro uma preguça...kkk

Sandra disse...

Milena o que mais me irrita nos preguiçosos de hoje (e de sempre, rs.), é que muitos não se dão ao trabalho de pesquisar temas do próprio interesse e só fazem perguntar e perguntar e sugar o máximo o que você sabe. Eu sempre que posso, procuro ajudar com informações - porque informação deve ser compartilhada - mas e quando a pessoa tem até preguiça de ler e quer tudo mastigado?? Poxa, a informação está lá, de bandeja, basta um click, mas muitos não se dão nem a este trabalho e querem que você dê tudo de mão beijada. Conheci uma pessoa assim por aqui que eu comecei a perceber que era preguiçosa e folgada, e ai eu comecei a me fazer de "tonta", porque paciência tem limite.

Mulher de Fases disse...

Sabe que também me irrita. Uma das coisas mais irritantes é receber e-mails assim: "Oi, como eu faco para ir pra Suécia" ou "Por favor me ajuda, como faco pra tirar meu visto". Poxa! Existe o google pra quê? A pessoa nem pra colocar dois minutinhos procurando na internet. No mundo de hoje onde nós temos informacões bombardeando por todos os lados ainda existe preguica mental??

Me irrita e muito!

Marta FG disse...

Como te percebo... e nos meios mais pequenos ainda é pior. Bj grande

Luana disse...

Pior eh que os preguiçosos ainda acham que sabem muito, muito mais do que voce... E dai soltam verdades absurdas e te atacam se você discordar... Argumentação não existe...

Milena F. disse...

Inaie, vamos continuar amigas, mas então é melhor não trabalharmos juntas!!!

Sandra e Deborah, isso é verdade! Não me importo de dar informações, mas quando é a vigésima vez que a pessoa pergunta a mesma coisa, ela poderia ter anotado em um caderninho, não?

Marta e Luana, vocês me entendem! Uma vez falei com um rapaz que fazia supletivo de primeiro grau (ensino fundamental). Quando ele terminou, perguntei quais eram os seus planos, ele disse que não iria mais estudar pois "já sabia tudo que era necessário para viver". E não era uma pessoa sem recursos, mas vinha de uma família que tinha conquistado um lugar ao sol sem estudar... Mas essa frase dele eu me lembro até hoje e ainda vai me fazer me revirar no meu túmulo!

Enaldo disse...

Concordo plenamente. Preguiça mental e toupeiras são um saco.

Jorge Fortunato disse...

Ultimamente Milena o que mais me irrita é a falsidade e a mentira. O resto a gente vai levando...
Tenho raiva quando não faço nada por ocnta da preguiça...
Abraços
Se Deus quiser esta semana volto a falar sobre a minha viagem. Parei um pouco e já estou com saudades de reviajar.

Gisley Scott disse...

Tive uma situação assim que a pessoa me pediu para indicar uns lugares pra ir em Jax qdo a família do esposo dela morava aqui...Perguntei quanto tempo ela iria ficar na cidade,mas me pareceu que não ia passar muito tempo e nem fez questão de se encontrar, só queria informação mesmo. Dei o endereço e disse na lata que o resto ela encontrava no Google.

De lascar hein?