sábado, 11 de agosto de 2012

A Grande Muralha da China (Mutianyu)

O ponto alto de quem viaja à China é sem dúvida poder visitar a Grande Muralha da China!!! Esse "dragão" de que pelas contagens iniciais contava com 6.700 km se estende a perder de vista por montanhas e barreiras naturais, construídas para marcar e defender a fronteira norte do país principalmente contra a presença indesejada dos mongóis. Ela é considerada a mais importante estrutura arquitetural construída pelo Homem pela sua largura, superfície e massa. Se nos livros e imagens ela já impressiona, impossível descrever a sensação de estar ali pertinho!!!


Existem vários pontos de visita da Muralha perto de Pequim e nosso primeiro quebra-cabeça foi escolher onde ir. A mais famosa é Badaling, à 70km de Pequim, mas também a mais lotada. Depois vem a parte chamada Mutianyu (90km de Pequim) e Simatai (110km de Pequim, mas que está fechada para reformas nesse momento). Depois existem outras partes, quase desertas, de mais difícil acesso com menos infra-estrutura, como Huanghuacheng e Jinshanling. Acabamos optando nesse dia por Mutianyu e não nos arrependemos!!!
Fomos com um grupo toral de 9 pessoas e o ponto negativo é que chegando lá tínhamos hora marcada para voltar. Diante dessa imensidão deixamos de lado a idéia inicial de subirmos sem a ajuda do teleférico e pegamos o assento aéreo. Desta forma teríamos todo o tempo para passear pela Muralha mesmo!
O ambiente aqui é relativamente selvagem, florestas e colinas fazendo parte da paisagem. 
Chegando lá em cima, tinhamos a opção de caminhar pelo lado direito ou esquerdo da muralha. Optamos pelo lado esquerdo, que nos parecia o mais alto tanto pela paisagem quanto pelos cartazes. Além disso, um pouco mais longe havia um teleférico de verdade (e não apenas o assento), o que significava que era próximo do ponto mais alto.
Ali começou o nosso percurso de alguns quilômetros de subidas e descidas... Muitas partes são um pouco deterioradas, sem contar alguns degraus que são enormes principalmente para baixinhas como eu!!! Alguns degraus passam de 50cm!!! Como algumas subidas podem chegar a 45º, melhor prever bons calçados de trilha/caminhada. Nós estávamos com os bons calçados, o que facilitou e muito o nosso passeio.

 Como o tempo estava encoberto e nebuloso na maior parte do tempo (o sol de mostrava por alguns segundos e se escondia) as fotos não chegam a mostrar, mas o calor era infernal e úmido, o que dificultava esse esforço físico.
 Se para nós turistas já era difícil, fico imaginando os milhões de homens que trabalharam na sua construção, sem contar que dizem que 1 milhão morreu ali mesmo no "local de trabalho".
Não me perguntem como foram transportados aqueles blocos de pedras enormes naquela altitude, mas além da força humana acho que contaram com uma ajudinha animal:
Se as fotos não conseguem dar uma dimensão exata da altura, essa abaixo mostra ao menos que lá em cima não tem nada de "plano". O tempo todo estamos subindo ou descendo!
Mas bate um orgulhosinho, não vou negar, quando a gente olha para trás e vê o caminho percorrido, sem contar que a maioria dos turistas não fazem todo esse caminho não! Eles pegam o teleférico, caminham alguns metros para fotografar e depois voltam! Assim nos sentíamos praticamente sozinhos no mundo!
 Eh uma sensação estranha essa de imensidão e silêncio, apenas o barulho forte do vento que vem da Mongólia quando colocamos a cabeça para fora, pois a Muralha protege também do vento.
 Alguns podem sentir o "vazio", a vacuidade pura...
 Outros uma sensação de paz interior muito grande e nunca antes sentida...
Outros ainda a liberdade...
Ou a sensação de "dever cumprido".
Mas para nós dois foi tudo isso e ainda a sensação de um sonho de infância realizado.
Temos consciência de que não se pode ter tudo nessa vida e nem todo mundo consegue realizar um sonho de infância, então só podíamos estar contentes de termos essa sorte toda.
A Muralha é muito antiga: começou a ser construída desde o século VII a.C., mas foi destruída e ficou em ruínas com o passar dos séculos. Essa que vemos hoje é obra principalmente da dinastia Ming (1368-1644), feita em pedras e tijolos.

 Placas em Mutianyu indicam que ela foi fundada em 1404. Com uma média de 8 metros de altura e 6 de largura, dificilmente ela passa despercebida!
Um passeio que estamos longe de esquecer...

12 comentários:

Enaldo disse...

Achei legal que não havia quase ninguém lá.

Camila Navarro disse...

Milena, imagino que estar na Muralha deve ser uma emoção indescritível. Além da beleza e da imensidão, há uma magia envolvida, né? Como você disse, as sensações variam, mas sempre deve ser algo especial.

Beijos!

Gisley Scott disse...

Um sonho realizado assim dá um gostinho na vida muito do bom! Pude ver um pouco mais da personalidade do seu esposo nas fotos, não sabia que ele era brincalhão assim, hahaha!

Vcs são lindos!

Bjs

Helen disse...

Nossa! Que impressionante!!! É de cair o queixo mesmo! Só consigo imaginar a emoção de estar lá em cima (e também só dá para imaginar como era o baixo o valor da vida humana naquela época...sabia que muita gente tinha sido enterrada por lá, mas nunca soube que era em torno de 1 milhão!) Beijinhos e bom domingo!!!

Sandra disse...

Grandioso, é a palavra que me veio agora a mente!! Acho que só estando lá mesmo pra sentir toda a emoção que um lugar desses transmite. Já tinha ouvido falar que muita gente morreu na construção da Muralha e o pior é saber que ainda hoje muitos chineses ainda trabalham em condições precárias (e talvez até morram por falta de segurança no maquinário do trabalho) pra que nós possamos comprar os produtos de 1,99 made in China. Triste!

Milena F. disse...

Enaldo, tem bastante gente, mas todo mundo fica na parte "fácil", depois são raros os aventureiros!

Camila, tentei descrever o que me parecia indescritível, espero ter conseguido passar um pouco da minha emoção!

Gisley, você ainda não viu nada! Vou tentar colocar outros vídeos, acho que você vai morrer de rir!

Helen,interessante é acima de tudo pensar em tudo o que já se passou por ali... Bem ou mal faz parte da história da humanidade...

Sandra, é verdade que ainda existe muita gente pelo mundo afora que trabalha em condições precárias, mas as vezes penso na gente (ou nos europeus, principalmente) que vive reclamando da vida e outros que apesar das dificuldades não reclamam e ainda são mais felizes do que muita gente que tem tanta coisa!

cantinho da Nany na Italia disse...

Que postagem maravilhosa!!! sao lugares que agente nao imagina de um dia estar là. parabèns...bjsss

Beth Blue disse...

Que fantástico, hein? E lindas fotos, como sempre! E a sensação de missão cumprida depois de se aventurarem na trilha (eu não teria pique pra tanto, nem tenho forma física pra isso). E claro, (mais) um sonho realizado!

Eu nunca sonhei em visitar a China...nem acho que irei um dia mas entendo sua felicidade de finalmente realizar o sonho de conhecer um lugar distante e "exótico". Não ria mas eu tive isso com Paris! E Praga também, meu sonho por anos foi conhecer Praga. Dois sonhos realizados, entre muitos outros.

Em termos de país exótico, confesso que China não entra na minha lista. Talvez por implicância mesmo, meu ex-namorado foi casado dez anos com uma chinesa que conheceu em Pequim quando estudava chines na universidade lá, ele AMA a China e nunca teve o menor interesse pelo Brasil nos cinco anos que ficamos juntos, sacou???

Eu quero um dia visitar Tokyo e outras cidadezinhas no Japão, Indonesia, Australia, Nova Zelândia...mas não sei se terei dinheiro para realizar este sonho...que sera sera!

Milena F. disse...

Entendi a sua implicância!!! kkkkkkk
Mas eu também sonhava em conhecer Paris e Praga, em ambas as cidades fiquei emocionada...

Larissa & Edgard disse...

Uaaaaaau! Que coisa impressionante! Lindas as fotos Milena, deu pra ter sim uma noção da grandeza que é essa construção e transmite uma paz enorme.... China não é um lugar que não temos muitas intenções de conhecer, mas quem sabe um dia! Beijos

Ma Petite Lima disse...

Aff.. Que lindooooooo!

Anônimo disse...

Eu vou pra lá este ano