segunda-feira, 4 de julho de 2011

Le Mont Saint Michel

          Com a chegada do verão, nada melhor do que falar de alguns destinos que são ótimos de curtir quando começa a esquentar, e para mim os melhores destinos incluem o mar!!! Adoro o cheiro, a brisa... tudo.
          E se eu tivesse que escolher apenas um lugar da França para indicar como imperdível (após Paris), seria o Mont Saint-Michel (Monte São Miguel).
          Trata-se de um monte rochoso que se abre para o Canal da Mancha e que é invadido diariamente pelas marés, pois está localizado em um dos lugares do mundo em que esse fenômeno das marés é bem nítido.

 Geralmente a imagem do Mont Saint Michel são os moutons du pré-salés (carneiros do campo salgado, pois eles pastam onde a água do mar invadiu durante as marés, ou seja, os pastos salgados), mas desta vez não vi os tais moutons, mas as vacas normandes ficaram tão bonitinhas nas fotos!
          A história (lenda?) conta que o arcanjo São Miguel apareceu para um dos religiosos da região e solicitou a construção de uma igreja, isso em 709. Em 966 uma comunidade de beneditinos se instala no rochedo e a igreja pré-romana data de antes do ano mil. Com o passar dos séculos a abadia só fez aumentar, passando pelos estilos romanos e góticos.
Evolução do Mont St Michel do início aos dias de hoje

          Durante a Idade Média, o Mont Saint Michel era um dos principais lugares de peregrinagem, junto com Roma e Santiago de Compostela (Saint Jacques, para os franceses). Inscrito como patrimônio histório pela UNESCO desde 1979, o local recebe 3 milhões de turistas por ano e é o local da França que recebe mais turistas, após Paris, é claro.
          E é impossível escapar da multidão que invade o monte diariamente. Mesmo sendo completamente murado, a entrada é gratuita, mas a visita da abadia é paga (e vale muito a pena!)
 Où est Charlie?

          O local tambem é mundialmente conhecido pela Mère Poulard e seu fabuloso omelete. A história começa a ser contada assim: uma mulher de origem simples que chega ao monte como empregada  se casa com o filho do padeiro da localidade em 1873. Juntos, os dois acabam gerenciando um pequeno hotel-restaurante, mas o negócio não prosperava muito, pois sem a estrada, os visitantes chegavam conforme as marés permitiam, ou seja, as vezes não tinham ninguém e as vezes chegava uma multidão de uma só vez, e era necessário então alimentar todo esse mundo de forma rápida! Foi assim que nasceu a fama desta personagem ilustre! Então ela criou seu famoso omelette, que ainda hoje é feito à l'ancienne (à moda antiga), como pode ser visto na foto:
          Mas como eu disse, a visita da abadia é imperdível, com suas construções em diversos níveis, um verdadeiro labirinto na rocha e construído em diversos momentos da história.
Aqui o pário interno, onde os monges caminhavam e liam ao mesmo tempo...
São Miguel, a estrela do lugar!


Os muros do monte, que com a maré alta recebem as águas do oceano, transformando o monte em uma ilha
Vista do lado menos conhecido
 Vista principal

Tive a oportunidade de visitar esse lugar fascinante em duas ocasiões, uma no inverno e outra no verão; assim que puder, voltarei sem mesmo pensar duas vezes!

11 comentários:

Denilson Melo disse...

Amiga,


obrigado pelo teu blogger.....eu viajo literalmente nele e em tua percepção das coisas e lugares....faz bem a minha alma ler......

Denilson Melo

http://graceolsson.com/blog disse...

MIlena, nao sei se já comentei, alguma vez, aqui.

Eu sou louca para visitar o MOnt por que foi a ultima viagem que meu cunhado fez antes de partir dessa vida.Estou lendo o livro que é bem interessante.

Aliás, a Franca é muito interessante.
dias felizes

Georgia disse...

Milena, eu tb adoro o mar e seus cheiros.

Com certeza esse seria um lugar que eu gostaria de visitar.

Você está linda com este vestido azul, te ficou muito bem.

Bjao e um lindo fim de semana

Gisley Scott disse...

Vc, toda linda, chique, de vestido azul turquesa, França à dentro! Amei! Vc é tão boa com lugares, dados, datas e nomes!Já pensou em trabalhar com turismo? Acho que tem tudo a ver contigo :)!

Bjos

Rosangela disse...

Milena também acho maravilhoso o Mont Saint-Michel, e penso em conhecê-lo um dia ...
Bisous

Milena Fischborn disse...

Denilson, é tão bom poder passar um pouco dessa minha percepção dos lugares!

Grace, agradeço desde já o comentário. Imagino que você também vai adorar o Monte, e tenho certeza que seu cunhado partiu feliz, com todas essas lindas imagens!

Georgia e Gisley, obrigada pelos elogios... Não é uma cor que uso facilmente, mas desde que vi esse vestino em uma vitrine, amei!

Gisley, sempre adorei história e geografia, na escola lia todos os livros didáticos desde o início do ano letivo, e minha mãe tinha uma enciclopédia Larousse em 23 volumes que eu me divertia lendo... E chegando aqui na França percebi que francês que adora viajar não sai de casa sem um livro com muitas explicações sobre o lugar, as vezes chega a ser chato, pois eles querem saber o detalhe do detalhe de pq essa pedra foi colocada nesse exato lugar... Acabei incorporando um pouco dessa mania! Trabalhar com turismo, pq não? Tenho sorte pois tem muita coisa que eu poderia fazer e ser feliz, ao contrário de muita gente que não poderia ser feliz se não exercesse uma profissão em particular.

Rosangela, quando vamos?

Rosangela disse...

Milena devo ter clicado em algo e não foi todo o comentário, eu ia dizer que podia ser agora em agosto e perguntei quando vcs chegam aqui??
Bisouss

C. disse...

As fotos estao belíssimas, deve ser um lugar inesquecível de visitar!


* E as meninas tem razão, o vestido arrasou!

jana disse...

Olá!!
Adorei seu blog!
Estou na França há 7 meses e ainda não conheço o Mont Saint Michel, mas quero faze-lo antes de voltar!
Eu também animo um blog sobre minha temporada na França, mas no meu caso em Nice, se puder fazer uma visita, será um prazer:
Aprender francês na França
Voilà!
Abraços!

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Milena, que viagem incrível! São lugares que a gente fica morrendo de vontade de visitar depois que vê as fotos! rs... e você hein, vou te contar! Que vestido azul lindo é este???? Você esteve elegantérrima neste passeio! Fez jus a beleza do local!!

Bjs

Rô Szili disse...

Olá querida!!!

Estive aí no Mont Saint Michel em junho, é simplesmente magnífico...
Estava um vento gelado, mas com toda aquela subida, frio? Que nada!
Na descida, resolvi fazer um caminho diferente e fui parar no cemitério dali...muito interessante também!
Eu amo a França e se pudesse faria como vc, moraria o resto dos meus dias aí.
Beijinhos e obrigada pelas postagens maravilhosas