terça-feira, 24 de setembro de 2013

Oficina Francisco Brennand, em Recife

Francisco Brennand é um dos nomes mais importantes da escultura contemporânea no Brasil, mais conhecido pelo seu trabalho de ceramista, apesar de ser um artista plástico atuando igualmente no desenho e pintura, dentre outros domínios das Artes Plásticas.

Seu Museu-Oficina, localizado no domínio do Engenho Santos Cosme e Damião (no bairro  da Várzea, em Recife) abriga mais de 2 mil obras do artista, espalhadas a céu aberto e em enormes galpões. Trata-se de uma antiga olaria herdada de seu pai, que em 1971 estava em ruínas quando o artista começou a dar uma outra forma e utilidade ao local.

Localizado em plena Mata Atlântica (ou o que ainda resta dela), o Museu-Oficina Cerâmica Francisco Brennand é um recanto de paz, arte e criação.

Suas criações nos transportam para um universo fantástico, evocando o mundo animal e vegetal.

 Eu prefiro na obra dele tudo que é mais lúdico, mas ele também evoca um todo outro universo que é aterrador e trágico, que nos perturba e atrai ao mesmo tempo
 Tudo é muito bem cuidado, organizado e limpo, colocando ainda mais em valor cada criatuda, que a um certo momento nos parecem animadas. 
Infelizmente lá estivemos em um chuvoso dia do final de julho, mas o local deve ser ainda mais lindo com mais sol e menos chuva.

 O local funciona como uma verdadeira fábrica de cerâmica, produzindo e exportando para muitos lugares do Brasil e do mundo. Porém as peças têm um custo elevado, visto a notoriedade do artista.

 Nos espaços cobertos, a luz natural penetra e nos deixa boquiabertos. 
As cores, relevos e texturas são impressionantes

Na sala escura e a pobre criaturinha ali "presa":
  

Quem tiver sorte pode vê-lo por ali, já que ele continua indo ao local, criando e produzindo em pleno gás, apesar de seus 86 anos!


Informações práticas:

Por ser um local privado, não abre sábados, domingos e feriados.
O acesso por transportes públicos não é nada fácil nem rápido, já que fica realmente fora do centro da cidade e dos bairros mais turísticos. A melhor forma para visitar a oficina é de carro ou de taxi. De taxi não deve ser nada barato (pela distância e engarrafamentos), melhor dividir com outras pessoas.

8 comentários:

Lilian Veiga disse...

Oi amiga, que bom ler sobre Brennand, num texto bem explicativo e fotos belas. Vi que foram na oficina, mas foram no instituto também?
Há um castelo com belas peças.
Uma pena a chuva ter atrapalhado, não é?
Um beijo amiga.

Nadja disse...

Que demais!!!! Que lugar incrível... e criativo!!!!
Beijos

Judith disse...

Foi gratificante ver a emoção com que vocês curtiram o magico local A pernambucana aqui é orgulhosa do Museu. bj

Rosely disse...

Mais um pouco dos nossos Brasis!!! Beleza e riqueza não faltam. Adorei!

Eliana disse...

Gente, que lugar show e as obras são belíssimas! Olha, vou ter que confessar que nunca tinha visto e nem escutado nada a respeito dele. Pelo menos não que eu me lembre de imediato. Maravilhoso.

Sandra disse...

Certeza que eu ia pirar em um lugar desses!!!! Que coisa linda!!! Eu simplesmente adoro trabalhos em cerâmica, mosaicos, argila e etc... Uma vez vi uma exposiçâo em fotos do artista em SP, acho que no Sesc ou em algum outro centro cultural. Mas eu não sabia que a oficina dele ficava em Recife. Que Bertrand continue produzindo mais e mais!!! Maravilhoso!!!

Bruxa do 203 disse...

Além de conhecer essa oficina maravilhosa, ainda encontrá-lo ali, não tem preço. Emocionante mesmo.

Ge Bolognani disse...

Adoro Brennand. Estive na oficina- museu deles anos atrás. Ah, que delícia rever tudo! Que sorte a sua encontrar ele pessoalmente.